Levante Ideias - Paulo Guedes

Guedes: nada é inegociável

Guedes: nada é inegociável

O ministro da Economia, Paulo Guedes, reuniu-se ontem com mais de 40 senadores na residência oficial do presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP). Na ocasião, o ministro quis deixar claro que todos os pontos do Plano Mais Brasil são passíveis de negociação entre os parlamentares. Segundo Guedes: “[…] ministro não tem voto. Seria uma arrogância tola dizer que tem algum ponto inegociável.”

Guedes ressaltou, porém, que a negociação política acerca das propostas ocorreu antes mesmo delas serem apresentadas. Antes do envio, a calibragem foi feita entre líderes e presidentes da Câmara e Senado .Por isso, há uma expectativa de mais celeridade ou, ao menos, de poucas mudanças em parte do projeto.

Os senadores viram com bons olhos as três PECs enviadas pelo ministério da Economia na última terça-feira (5). Elas foram vistas como a oportunidade de o Senado assumir o protagonismo político – perdido, em 2019, para a Câmara, que capitaneou a maioria dos projetos de lei importantes. Demonstrativo disso é que o próprio Davi Alcolumbre, junto ao líder do governo na Casa, Fernando Bezerra (MDB-PE), assumirá a articulação política e que os dois relatores escolhidos, para a PEC do pacto federativo e para a PEC dos Fundos, agradaram os senadores. São eles, respectivamente: Márcio Bittar (MDB-AC), aliado do Planalto, e Otto Alencar (PSD-BA), independente do governo, mas com bom trânsito entre senadores e alinhado com o pensamento de Guedes no tema

Eu Com Isso?

A notícia é positiva para os mercados sob dois aspectos: o primeiro, pelo amadurecimento de Guedes durante 2019 em entender a política como a arte da conciliação e – portanto – ter tido paciência quanto ao tempo de tramitação de projetos; e o segundo, pela unidade de líderes, do governo e do presidente do Senado acerca da agenda a ser levada adiante. Ainda assim, é esperado que as PECs sejam totalmente aprovadas apenas em 2020. Acredito que pelo menos duas das três propostas terão sido aprovadas no início do segundo semestre. O governo, no entanto, evita falar de prazos neste momento.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Política sem Aspas, por Felipe Berenguer
Política Sem Aspas

Centro órfão | Política sem Aspas

A depender da abordagem utilizada, o universo da ciência política costuma dialogar fortemente com a ciência econômica, e vice-versa. Temas como análise de instituições e

Read More »
Levante Ideias - Eletrobras
E eu com isso

Medida Provisória aprovada

Foi com um placar apertadíssimo, mas a Medida Provisória 1.031/21, que trata da desestatização da Eletrobras, foi aprovada no Senado Federal. Teve atraso na entrega

Read More »
Levante Ideias - Commodities
E eu com isso

Commodities em alta

A semana se encerra com os investidores refazendo as contas sobre o comportamento dos preços dos ativos físicos, especialmente as commodities. O que está em

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Fechar Menu

Fechar Painel