Levante Ideias - Pão de Açúcar

GPA: Casino avalia operação

Na noite da segunda-feira (12), após o fechamento de mercado, o grupo Casino, controlador do Grupo Pão de Açúcar (PCAR3), informou estar avaliando realizar um aumento de capital nas subsidiárias Cdiscount (controlada pela Cnova) e GreenYellow (subsidiária de energia renovável), com possibilidade de realizar uma oferta de ações no mercado.

O GPA (PCAR3), que possui 34,17 por cento do capital social da Cnova, informou que recebeu bem a notícia vinda de sua controladora, ressaltando: “o excelente desempenho operacional da Cdiscount e momento favorável de mercado”.

O Casino ainda avalia qual o melhor formato para realização da operação, de modo a concretizar o aumento de capital, para financiar a expansão das duas companhias, sem perder o controle. A Cnova possui capital aberto na Europa e suas ações fecharam a 7,90 euros por ação, o que confere à companhia um valor de mercado de 2,90 bilhões de euros (19,7 bilhões de reais, com o Euro a 6,80 reais). Por esse cálculo, a participação do GPA valeria 6,75 bilhões de reais.

As ações do GPA (PCAR3), coincidência ou não, fecharam em forte alta de 9,11 por cento a 37,00 reais por ação, chegando a um valor de mercado de 9,93 bilhões de reais.

E Eu Com Isso?

Independente do formato, acreditamos que a notícia é bastante positiva para o GPA, de modo que a operação de venda de participação do PCAR na Cnova começa a se materializar, saindo do campo da especulação para uma realidade mais próxima. Esperamos um impacto positivo no preço das ações PCAR3 no curto prazo, com a oficialização dos estudos de uma operação com a Cnova.

A avaliação de uma operação com a Cdiscount e GreenYellow pela Casino poderia gerar uma abertura para que o GPA se desfizesse de parte ou totalidade das ações detidas na Cnova, em uma possível oferta secundária ou distribuição das ações a seus acionistas, nos moldes da operação com Itaú e XP, destravando mais valor para a companhia, processo em curso desde a cisão com o Assaí.

Considerando as possibilidades mais latentes, o mais interessante seria o GPA e o Casino se desfazerem de parte da participação na Cnova, concretizando o aumento de capital via oferta de ações mercado, o que daria mais liquidez para as ações da Cnova (EPA: CNV), melhor precificando as ações para uma posterior redução total de participação, pelo menos por parte do GPA. Isso também valorizaria as ações do GPA (PCAR3), beneficiando diretamente a Casino, que detém 44,1 por cento do capital de controle da varejista brasileira.

Fazendo um exercício matemático simples, considerando o valor de mercado atual da participação do GPA na Cnova (34,17 por cento), com valor de 6,75 bilhões de reais, isso implica em um valor de mercado residual de 3,18 bilhões apenas para toda rede do Grupo no Brasil (Pão de Açúcar + Mercado Extra + Éxito na América Latina), que fatura anualmente mais de 50 bilhões de reais em receita líquida, o que ainda mostra uma assimetria grande em relação à avaliação de seus pares mais próximos, Carrefour Brasil (CRFB3) e Grupo Mateus (GMAT3).

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

Para ficar por dentro do universo dos investimentos de maneira prática, clique abaixo e inscreva-se gratuitamente!

e-eu-com-isso

Leia mais sobre a empresa: GPA e Assaí.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - Selic
E eu com isso

Até onde os juros podem subir?

Será uma surpresa gigantesca se o Copom (Comitê de Política Monetária) anunciar outra decisão nesta quarta-feira (04) a não ser uma elevação de 100 pontos-base

Read More »
Levante Ideias - Câmara dos Deputados
E eu com isso

Segundo parecer

Com um dia de atraso no cronograma inicialmente previsto, o deputado Celso Sabino (PSDB-PA) apresentou seu segundo parecer sobre o Projeto de Lei 2.337/2021, que

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.