Levante Ideias - Grupo Maeus

Falhas internas do Grupo Mateus

Neste sábado (17) o Grupo Mateus (GMAT3) divulgou em Fato Relevante esclarecimentos a respeito da notícia divulgada sobre os comentários da auditoria sobre falhas internas nos controles contábeis.

Estas falhas são classificadas como leves e moderadas pela auditoria e foram publicadas no dia 5 de outubro, antes da precificação de suas ações para a sua oferta inicial (IPO), realizada no dia 8 de outubro. A auditoria aponta 21 falhas e consequente recomendação para a correção, com comentários da companhia a respeito das medidas adotadas para tais correções.

Em Fato Relevante, o Grupo Mateus aponta que as falhas e recomendações “não são significativas, materiais ou capazes de causar qualquer impacto financeiro nas demonstrações financeiras” e que “nos termos da regulamentação em vigor, somente as falhas significativas devem ser objeto de divulgação no Formulário de Referência”.

Embora sejam irrisórias em termos financeiros, as falhas apontadas estão relacionadas à ausência de evolução de custo de estoque desde 2018, à possível judicialização na relação de autônomos e a falhas no tratamento fiscal do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL).

A notícia divulgada na sexta-feira a respeito do relatório de auditoria gerou movimentação de gestores e analistas de mercado para analisar a situação. Acreditamos que o fato deve ter impacto neutro no preço das ações no curto prazo, com a empresa sendo bastante transparente em relação às informações e com ação rápida nas respostas ao mercado, assim como ocorreu no episódio do acidente em uma das lojas com 8 vítimas e uma fatalidade, logo antes da abertura de capital.

Porém, vale a ressalva de que não se trata apenas da significância do valor financeiro das falhas apontadas. O ponto importante a se notar é a natureza destas falhas que indicam práticas ou ausências de controles mais rígidos e eficientes, condizentes com uma empresa de capital aberto listada no segmento do Novo Mercado, mais alto nível de governança corporativa da bolsa.

Apontamentos como práticas de movimentações “off the book” (fora dos lançamentos contábeis oficiais) e possibilidade de judicialização dos profissionais autônomos, que são relevantes para a operação da empresa (a companhia indica que está estudando a regularização) podem não ser relevantes no momento da indicação da auditoria, mas os possíveis desdobramentos dessas falhas podem gerar consequências significativas futuramente.

A observação e acompanhamento de dados de governança são pontos importantes na avaliação do valor de uma empresa, em complemento aos seus dados operacionais e financeiros e vem ganhando importância na rotina de análise do mercado, dado os recentes desdobramentos de casos graves de fraudes de empresas listadas.

* Este conteúdo faz parte do nosso boletim diário: ‘E Eu Com Isso?’. Todos os dias, o time de analistas da Levante prepara as notícias e análises que impactam seus investimentos. Clique aqui para receber informações sobre o mercado financeiro em primeira mão.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Política sem Aspas, por Felipe Berenguer
Política Sem Aspas

Qual Terceira Via? | Política sem Aspas

Expressão largamente utilizada nos noticiários e na política brasileira, especialmente nesta última década, a “Terceira Via” foi consagrada a partir de teoria elaborada por um

Read More »
Levante Ideias - Câmara dos Deputados
E eu com isso

Rumo ao plenário

Na esteira do que antecipamos nesta quinta-feira (23), a comissão especial da Câmara dos Deputados aprovou a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 32/2020, que

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.