Equatorial Energia - Levante Ideias

Equatorial lança oferta pública com esforços restritos

Na quarta-feira (26), a Equatorial Energia, holding com concentração no segmento de distribuição, anunciou via Fato Relevante que foi aprovada em reunião do seu Conselho de Administração a realização de uma oferta pública de distribuição primária de, inicialmente, 87,7 milhões de ações ordinárias.

De acordo com a companhia, os recursos levantados seriam destinados ao financiamento da aquisição da totalidade da participação societária da Echoenergia, cujo contrato de compra foi firmado em outubro do ano passado.

Segundo o comunicado, esta quantidade poderá ainda ser acrescida de ações adicionais com esforços restritos de colocação, nos termos da Instrução CVM 476, em uma estratégia comumente conhecida como hot issue. Nesta, a companhia poderá, até a data de conclusão do processo de bookbuilding (processo de formação de preços de seus ativos no mercado financeiro), aumentar sua oferta em até 35% do total de ações inicialmente ofertado, o que seria equivalente a 674,8 milhões de ações.

No contexto da oferta, a totalidade das ações serão distribuídas prioritariamente aos acionistas que realizarem o pedido de subscrição prioritária durante o período entre 28 de janeiro e 3 de fevereiro de 2022, inclusive. Cada acionista terá o direito de subscrever, no mínimo, até 0,0893 ações para cada ação ordinária de emissão da companhia, sem considerar a colocação das ações adicionais e, no máximo, até 0,1206 ações para cada ação ordinária de emissão da mesma. Caso seja acionista, importante lembrar a importância de realizar o seu pedido de subscrição.

Considerando o preço de sua ação no fechamento do pregão de ontem (26), de R$ 22,16, o montante inicial da oferta restrita seria equivalente a R$ 1,9 bilhão, sem considerar as ações adicionais. Considerando sua totalidade, este montante seria equivalente a R$ 2,6 bilhões.

O roadshow da Equatorial, ou seja, a série de apresentações feitas a investidores potenciais de sua oferta de ações, começa hoje (27), com o pricing agendado para 8 de fevereiro. Como coordenadores da oferta, temos os bancos Credit Suisse, Citi, UBS, XP e Goldman Sachs.

E Eu Com Isso?

A notícia é positiva para a Equatorial, com as ações da companhia devendo reagir de acordo ainda no curto prazo. De fato, após diversos investimentos realizados pela companhia ao longo do ano passado, com esta vencendo o leilão de privatização da CEEE-D em março, ingressando no setor de saneamento básico através do arremate da Companhia de Saneamento do Amapá (CSA) em setembro e expandindo substancialmente seu portfólio de renováveis com a compra da Echoenergia em outubro, a Equatorial sinaliza com a realização da oferta pública que 2022 deverá ser mais um ano de fortes investimentos.

Em nossa visão, os recursos levantados com a oferta ajudarão a Equatorial a reduzir a sua alavancagem e ganhar fôlego financeiro após as suas mais recentes empreitadas, deixando-a pronta para novas aquisições a serem realizadas ainda este ano. Para 2022, estão previstos pelo menos cinco leilões de ativos organizados pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), com estes concentrados no segundo semestre do ano.

Além do setor de transmissão e renováveis, a expectativa é que a companhia também expanda seus investimentos em saneamento básico, em um ano também marcado por leilões no segmento.

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

e-eu-com-isso

Leia também: Equatorial: Leilões de saneamento para dezembro.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.