Levante Ideias - Didi

China proíbe downloads do app Didi

O governo da China inaugurou um novo capítulo na disputa com os gigantes da tecnologia do país nos últimos dias, buscando regulamentar a coleta e uso de dados promovida pelas companhias.

Na última segunda-feira, a CAC (Administração do Ciberespaço da China) abriu uma investigação de segurança cibernética na Boss Zhipin, listada nos EUA, e subsidiárias da Full Truck Alliance.

Já neste domingo (4), o órgão ordenou que as lojas de aplicativos no país removessem o serviço de chamada de carona Didi (DIDI), alegando que a empresa havia se envolvido na coleta e uso ilegal de dados pessoais.

Na semana passada, o mesmo regulador anunciou uma revisão da cibersegurança na empresa, no mesmo período em que foi realizada a sua oferta pública inicial (IPO) nos Estados Unidos.

Em uma mensagem postada no serviço chinês Weibo, semelhante ao Twitter, o vice-presidente da Didi ameaçou processar qualquer pessoa que alegasse que a empresa transferiu seus dados domésticos para o exterior.

“Como muitas empresas chinesas listadas no exterior, Didi armazena todos os dados de usuários domésticos em servidores na China. É absolutamente impossível passar dados para os Estados Unidos”, escreveu ele.

O governo chinês vem fechando o cerco às gigantes da tecnologia nos últimos meses, desde o cancelamento da listagem de US$ 34,5 bilhões do Ant Group até a multa antitruste de US$ 2,8 bilhões do Alibaba (BABA).

E Eu Com Isso?

O risco regulatório atrapalha uma melhor precificação das empresas chinesas no contexto dos mercados internacionais.

Vemos pares semelhantes China-Estados Unidos com crescimento, margens e métricas de retorno parecidas negociando com descontos enormes devido a este risco.

Neste capítulo mais recente, os reguladores parecem estar focados nos dados devido a sua importância para a indústria de tecnologia, um dos principais impulsionadores do crescimento econômico.

Fica a dúvida se as questões propostas pelos órgãos chineses vêm para ajudar a organizar o complexo mercado de tecnologia e proteger os dados dos usuários ou se é um meio de represália contra as empresas.

Coincidentemente, tais práticas vieram na semana em que a companhia fez o seu IPO nos Estados Unidos.

Nesta segunda-feira (5), não haverá negócios nos Estados Unidos.

Porém, esperamos impacto negativo no preço das ações DIDI ao longo desta semana.

O impedimento de oferecer o app na loja de aplicativos significa um gargalo para o crescimento da companhia, cujo preço embute uma elevada expectativa de growth.

Evidentemente, o quadro de longe é irreversível, mas o risco afasta potenciais investidores e faz o mercado exigir um prêmio pelo risco adicional devido às incertezas legais.

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

e-eu-com-isso

Leia também: Início das negociações da Didi.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - Federal Reserve
E eu com isso

O Fed e a China

A terça-feira (27) começa com os mercados sob forte expectativa do que vai ocorrer nas principais economias. Há pontos que demandam atenção nos Estados Unidos,

Read More »
Levante Ideias - Dinheiro
E eu com isso

Veto ao fundão

O presidente Bolsonaro confirmou, nesta segunda-feira (26), que deve vetar o montante de R$ 5,7 bilhões destinados ao Fundo Especial de Financiamento de Campanhas (mais

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Fechar Menu

Fechar Painel