Levante Ideias - Senado

Calendário apertado

Após finalizar sua tramitação na Câmara dos Deputados, a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 23/2021, que trata dos precatórios da União e modifica a regra de ajuste anual do teto de gastos públicos, chega ao Senado com algumas questões em aberto.

Nesta quarta-feira (10), o presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), designou a relatoria do texto para o líder do governo no Senado, o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), no que foi entendido como um acordo entre governo e o presidente da Casa – assim como uma notícia positiva já no início dos trabalhos envolvendo a PEC.

Além de estar integralmente alinhado com as demandas do Executivo, Bezerra é do MDB, que hoje compõe a maior bancada partidária do Senado – são 15 senadores, sendo a segunda maior bancada a do PSD, com 12 senadores.

Por outro lado, o próprio relator já admitiu que pode haver mudanças no texto, se essa for a vontade dos parlamentares da Casa. Bezerra garantiu, porém, que seu parecer deve a princípio manter o texto aprovado na Câmara e o processo legislativo ter a maior celeridade possível.

Nesse sentido, a ideia é que a PEC tramite rapidamente na Comissão de Constituição e Justiça, com início dos trabalhos já nesta quinta-feira, e a matéria seja votada na comissão entre os dias 23 e 24 de novembro – passando, logo em seguida, para votação em plenário, que pode ocorrer no fim de novembro ou, no máximo, até o dia 2 de dezembro.

O Planalto tentou pular a etapa de tramitação na CCJ, mas líderes partidários rejeitaram acordo para que isso ocorresse, sob compromisso de seguir o calendário previsto. O relator do texto na comissão deve ser anunciado ainda nesta quinta-feira (11) e será escolhido por Pacheco e o presidente da CCJ, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

E Eu Com Isso?

Com o calendário de tramitação já definido, seguimos com nosso cenário-base de aprovação da PEC dos Precatórios no Senado no início de dezembro.

A divulgação de datas-limite de votação também estabelece um parâmetro para os mercados, que acompanharão de perto a tramitação e podem reagir negativamente caso atrasos maiores se concretizem.

Como vimos nesta quarta, porém, a PEC já está precificada e não deve ser motivo de realização no curto prazo. O único gatilho maior envolve qualquer alteração que implique maior deterioração do cenário fiscal.

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

e-eu-com-isso

Leia também: Na descida, todo santo ajuda | Política sem Aspas.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - Vacina Moderna
E eu com isso

E se as vacinas não funcionarem mais?

As declarações de Stéphane Bancel, principal executivo do laboratório americano Moderna, estão provocando fortes solavancos nos mercados internacionais na manhã desta terça-feira (30). Em média,

Read More »
Levante Ideias - Congresso Nacional
E eu com isso

Emendas ficam

O Congresso Nacional aprovou, nesta segunda-feira (30), o Projeto de Resolução 4/2021, que viabiliza o pagamento de emendas de relator e busca adaptar tal modalidade

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.