Roberto Campos Neto, president of the Central Bank of Brazil, speaks during a press conference in Brasilia, Brazil, on Wednesday, May 29, 2019. Campos Neto told reporters that the Central Bank has drafted a bill on exchange rate convertibility. Photographer: Andre Coelho/Bloomberg

Ânimos exaltados

Parece mesmo que a deterioração das relações entre o Legislativo e o Executivo vai continuar nas próximas semanas. Após o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ir a público para se queixar sobre a obstrução da base governista em votações, o presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto (RCN) foi acionado para acalmar as partes envolvidas.

Preocupado com os efeitos negativos da paralisia da agenda no mercado financeiro, RCN pediu para que Maia e outros líderes da Câmara deixassem embates políticos de lado e focassem no avanço do ajuste fiscal. A conversa – supostamente reservada – acabou, porém, sendo divulgada à imprensa e deixou Maia insatisfeito. O presidente da Câmara publicou, em sua conta no Twitter, que o vazamento de “uma conversa particular” não estaria “à altura de um presidente de Banco de um país sério”, referindo-se ao próprio Roberto Campos Neto.

Campos Neto teria procurado Maia por receio de que o presidente da Câmara voltasse a se desentender com o ministro da Economia, Paulo Guedes. A tentativa de apaziguar os ânimos, entretanto, acabou surtindo efeito contrário, com as recentes declarações de Maia.

A conversa divulgada à imprensa, a bem da verdade, não mostra nenhuma novidade ou mesmo algo que pudesse comprometer a posição de alguma das partes envolvidas na conversa. Desse modo, o novo posicionamento de Maia pode refletir oficialmente uma postura mais hostil do presidente da Câmara para com o Planalto, pelo menos até o fim de seu mandato, no fim deste ano.

Evidentemente, a renovação de ânimos exaltados é negativa para o andamento da agenda legislativa, hoje tão cara ao mercado financeiro. Nesse contexto, as incertezas com relação às reformas econômicas e à manutenção da responsabilidade fiscal continuam bastante altas. O pregão de hoje pode ser contaminado negativamente pelo episódio, apesar de haver outras variáveis importantes no radar dos investidores.

* Este conteúdo faz parte do nosso boletim diário: ‘E Eu Com Isso?’. Todos os dias, o time de analistas da Levante prepara as notícias e análises que impactam seus investimentos. Clique aqui para receber informações sobre o mercado financeiro em primeira mão.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Política sem Aspas, por Felipe Berenguer
Política Sem Aspas

Diários da CPI | Política sem Aspas

Chegou ao fim a primeira semana de funcionamento da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, instalada no Senado Federal para apurar eventuais irregularidades e

Read More »
eletrobras
E eu com isso

Cronograma da privatização

Por ter sido enviada via Medida Provisória, que tem vencimento de 120 dias, a privatização da Eletrobras (ELET3/ELET6) está no radar do Congresso e de

Read More »
Adidas - Levante Investimentos
E eu com isso

Resultado da Adidas do 1T21

A Adidas apresentou nesta sexta-feira (7), antes da abertura do mercado na Europa, os seus resultados do primeiro trimestre do ano de 2021. Os números

Read More »
Edifício da JHSF - JHSF3 - Levante Investimentos
E eu com isso

Resultados da JHSF (JHSF3) do 1T21

A JHSF (JHSF3) apresentou nesta quinta-feira (6), após o fechamento do mercado, os seus resultados do primeiro trimestre de 2021. Os números da companhia vieram

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Fechar Menu

Fechar Painel