Rumo

3T20 da Rumo Logística

A Rumo (RAIL3) divulgou os números do terceiro trimestre de 2020 na quarta-feira (11), após o fechamento do mercado.

O resultado foi fraco e um pouco abaixo das expectativas em termos de receita líquida, geração de caixa medida pelo Ebitda e lucro líquido.

Os principais destaques negativos foram: i) volume transportado cresceu apenas 1 por cento em relação ao mesmo período de 2019, com queda de 17 por cento no volume de milho que foi compensado pelo açúcar (+ 88 por cento) ; ii) queda anual de 1 ponto percentual na margem bruta e; iii) queda de 7,9 por cento no Ebitda, em função da queda de tarifa de transporte ferroviário e da margem bruta menor.

O destaque positivo foi a geração de caixa operacional (depois dos investimentos recorrentes) de 924 milhões de reais e o baixo nível de endividamento, com relação dívida líquida/Ebitda de 1,7 vezes em setembro de 2020.

A receita líquida ficou estável na comparação anual e totalizou 2,05 bilhões de reais, pouco abaixo do esperado de 2,1 bilhões de reais, devido à queda de 4,2 por cento na tarifa média do mesmo período de 2019.

O Ebitda ajustado foi de 1,1 bilhão de reais, redução de 7,9 por cento em relação ao 3T19, impactado pela margem bruta menor e aumento dos custos operacionais relacionados à solução logística (+66 por cento). Dessa forma, a margem Ebitda caiu para 54,3 por cento no trimestre (58,6 por cento no 3T19).

O lucro líquido foi de 171 milhões de reais no terceiro trimestre, ante um lucro de 369 milhões no terceiro trimestre de 2019, redução de 54 por cento.

Essa redução mais forte do lucro líquido no período é explicada pelo aumento das despesas financeiras no trimestre, referentes à renovação antecipada da concessão das Malhas Central e Paulista (impacto de 88,7 milhões de reais na despesa financeira).

Acreditamos que o resultado abaixo das expectativas no trimestre já estava parcialmente refletido no preço das ações da Rumo (RAIL3), devido ao volume mais fraco no trimestre e piora de mix que impactou as margens operacionais.

As ações da Rumo (RAIL3) acumulam queda de 23,2 por cento em 2020, comparado à desvalorização de 9,4 por cento no Ibovespa. Entretanto, esperamos impacto negativo no preço das ações da Rumo (RAIL3) no pregão desta quinta-feira (12).

O resultado foi bastante afetado pelo pré-pagamento das outorgas das Malhas Central e Paulista, no valor total de R$ 5,1 bilhões. A partir do 4T20 a empresa espera redução nas despesas financeiras, com redução do nível de endividamento e custo total de dívida menor.

Com isso, a dívida líquida total teve redução trimestral de 16,6 por cento para 6,6 bilhões de reais ao final de setembro de 2020.

Acreditamos que os principais catalisadores para as ações da Rumo são: i) recuperação do volume transportado e exposição ao agronegócio; ii) redução das despesas financeiras e; iii) geração de caixa e redução do nível de endividamento.

* Este conteúdo faz parte do nosso boletim diário: ‘E Eu Com Isso?’. Todos os dias, o time de analistas da Levante prepara as notícias e análises que impactam seus investimentos. Clique aqui para receber informações sobre o mercado financeiro em primeira mão.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Verizon (VZ) - Levante Ideias
E eu com isso

Resultados da Verizon (VZ) do 1T21

A Verizon Communications Inc (VZ) divulgou nesta quarta-feira (21) os seus resultados do primeiro trimestre de 2021. Os números vieram bons, com receita líquida acima

Read More »
Levante Ideias - Helbor
E eu com isso

Prévia da Helbor (HBOR3)

Em 20 de abril, a Helbor divulgou, após fechamento do mercado, sua prévia operacional do primeiro trimestre de 2021. Como outras empresas do setor, a

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Fechar Menu

Fechar Painel