É preciso escolher suas construtoras – IPO da Moura Dubeux

Na coluna de hoje, vou falar sobre a abertura de capital (IPO) da construtora e incorporadora Moura Dubeux.

Direto ao ponto

As empresas de capital aberto estão aproveitando o mercado de alta na Bolsa, com aumento do interesse dos investidores pelo investimento em ações.

O momento é tão único para o setor que para este ano já temos o IPO de duas empresas, Mitre e Moura Dubeux, além de notícias de que outras construtoras e incorporadoras também estariam interessadas em abrir capital.

Duas semanas atrás, comentei sobre o IPO da Mitre. Minha recomendação foi participar da oferta. Clique aqui para acessar.

Agora, analiso o caso da Moura Dubeux. O bom momento do setor de construção civil no país não significa liberdade para escolher qualquer empresa do setor.

A proposta e os números apresentados pela empresa não me convenceram. A minha recomendação é NÃO participar da oferta.

Os principais motivos para ficar de fora do IPO da Moura Dubeux são:

i.     quase todos os recursos (90%) serão utilizados para reduzir o elevado nível de endividamento da companhia, cuja relação dívida líquida/patrimônio líquido está em 9,3x;

ii.     a empresa possui um estoque concluído elevado de R$ 325 milhões e um alto nível de cancelamento de vendas, com provisão de R$ 153 milhões para distratos.

iii.      menor exposição aos segmentos de renda média e alta renda (menos que 30% do banco de terrenos).

Perfil da incorporadora Moura Dubeux

A Moura Dubeux é a maior incorporadora da região Nordeste, com forte presença no segmento de edifícios de luxo, voltados para clientes de alta renda. Com sede em Recife (PE), ela é a primeira em market share nessa cidade. Também ocupa a liderança em Fortaleza e em Natal, e é uma das primeiras em Salvador. Por meio da sua marca Beach Class, ela atua no mercado de flats, hotéis e resorts, chamados de “Segunda Residência”. Além disso, também vende produtos econômicos voltados para a renda média, por meio da sua marca Vivex.

A companhia destaca seis pontos fortes que a diferenciam no mercado de construção civil, em especial na região Nordeste:

  • Experiência na região Nordeste: os 36 anos de atuação asseguram um conhecimento amplo da área, fator fundamental para o sucesso no mercado imobiliário;
  • Reconhecimento de marca e satisfação dos clientes: ela possui uma marca poderosa e reconhecida. Sua boa reputação a fez receber prêmios regionais de Melhor Marca de Construtora;
  • Flexibilidade e agilidade para expandir estoque de terrenos: a Moura Dubeux estima que o seu landbank atual corresponde a um VGV líquido de R$ 3,6 bilhões. Ela pretende desenvolvê-lo totalmente nos próximos dois anos;
  • Experiência para atuar em segmentos variados do mercado.

Leia o artigo completo no site da Investing.

Leia também: IPO da XP na Nasdaq nos EUA: preço é definido – 11/12

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Recomendado para você

Artigos

Resultados da Vale

A Vale (VALE3) divulgou nesta quarta-feira (28), após o fechamento do mercado seus números referentes ao terceiro trimestre de 2020. O resultado veio em linha

Read More »
Artigos

Números da Vivo

A Telefônica Brasil (VIVT3/VIVT4) apresentou nesta terça-feira (27), após o fechamento do mercado, o seu resultado do 3T20 e que, na nossa avaliação, foi regular

Read More »
Artigos

BTG compra corretora Necton

Na onda de consolidação do mercado em busca de capturar o número crescente de CPFs na bolsa, o BTG Pactual fechou a aquisição da Necton

Read More »
Política Sem Aspas

O desafio do teto – parte II

Na primeira parte dessa dupla de textos, concentrei-me em elencar e dissertar acerca das principais regras fiscais em voga hoje no Brasil. Naquela ocasião, deixei

Read More »
Fechar Menu

Fechar Painel