home broker

O que é a taxa Selic e como ela impacta os investimentos?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Certamente você já ouviu falar sobre a Selic na TV, internet ou no jornal. Esse termo está sempre presente nos noticiários econômicos e tem um motivo muito especial: trata-se da mais importante taxa de juros do Brasil. Para ficar mais claro, a Levante preparou este artigo para dar detalhes sobre o que é a taxa Selic e como ela impacta os seus investimentos.

Um breve histórico da Selic

Na mais recente reunião, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu manter mais uma vez a taxa em 6,5% ao ano porque o momento é propício para a conservação do patamar. Entretanto, desta vez a ata da reunião fez uma ressalva de que os juros podem subir caso haja piora no cenário econômico.

A última queda da taxa foi na reunião de março, quando a Selic passou de 6,75 para 6,5% a.a. Desde então, a taxa se manteve no menor patamar histórico.

=> BAIXE O E-BOOK SOBRE COMO INVESTIR EM AÇÕES

A próxima reunião do Copom será realizada no dia 30 de outubro, depois do fim das eleições e já com a definição do novo presidente do Brasil. Até lá, muita coisa irá acontecer, então os investidores terão de ficar de olho no cenário eleitoral e em uma possível alta da Selic a partir de novembro.

Vale lembrar que a taxa Selic chegou ao patamar de 14,25% entre 2015 e 2016. Naquele momento, os rendimentos para quem investia em ativos atrelados à Selic foram nas alturas.

Mas o que é o Copom?

O Copom é o órgão decisório da política monetária do Banco Central, responsável por estabelecer a meta para a taxa básica de juros do país. Ele existe desde junho de 1996 e, com isso, tornou-se possível tornar o processo decisório da política monetária mais transparente.

No primeiro dia de reunião que ocorre a cada 45 dias, é apresentada uma análise da conjuntura econômica, incluindo variáveis como inflação, atividade econômica, finanças públicas, mercado de câmbio, balanços de pagamentos, operações de mercado aberto, expectativas gerais para variáveis macroeconômicas e de tendência para inflação.

No segundo dia, os diretores de Política Monetária e de Política Econômica apresentam alternativas para a meta da Selic e recomendações para a política monetária após a análise das projeções atualizadas para a inflação. Por fim, as propostas passam por votação.

O que é a taxa Selic?

Além de ser a mais importante taxa de juros da economia brasileira, a taxa Selic é também um instrumento de política monetária que permite controlar a inflação e o nível de investimento do país.

Aqui, é preciso fazer uma rápida explicação: os juros são a remuneração cobrada pelos financiamentos, ou seja, empréstimo de dinheiro. Com a Selic mais alta, a tendência é que as taxas cobradas em empréstimos sejam maiores. Neste caso, a Selic tem um papel muito importante ao uniformizar a taxa de juros dessas negociações.

> Conheça Séries Levante da Levante e invista melhor em 2020

De onde vem a palavra Selic?

Selic é a sigla para Sistema Especial de Liquidação e Custódia, o sistema que registra e monitora as operações financeiras com títulos públicos. Quando alguém fala “o” Selic, se refere ao sistema de liquidação e custódia. Já “a” Selic é a taxa básica de juros, apurada por meio deste sistema.

Taxa Selic e os investimentos

A taxa Selic serve como parâmetro para que os juros dos bancos e outras instituições financeiras sejam calculados. Quando o governo diminui a Selic, as taxas cobradas pelos bancos nos empréstimos e as taxas pagas como remuneração dos investimentos também caem como consequência.

Alguns investimentos, inclusive, estão diretamente atrelados à Selic, tendo seus rendimentos diretamente atrelados à sua variação.

Tesouro Selic

É o título público oferecido pelo Tesouro Direto, considerado o investimento mais seguro da economia brasileira, que acompanha bem de perto as variações da Selic.

Poupança

O quanto a caderneta de poupança rende também depende da taxa básica de juros da economia. Neste caso, existem duas possibilidades de rendimento:

  • Quando a Selic é maior que 8,50% ao ano, a poupança rende 0,50% ao mês + TR (taxa referencial)
  • Quando a Selic é menor ou igual a 8,5% ao ano, a poupança rende o equivalente a 70% da taxa Selic vigente no período

CDB, LCI e LCA

Os títulos privados do tipo CDB, LCI e LCA são emitidos por bancos e a rentabilidade é geralmente atrelada ao CDI (que anda junto com a Selic).

Taxa Selic e a inflação

Quando o governo aumentar a taxa Selic, a intenção é combater diretamente a inflação. Da mesma forma, a redução permite a correção dos preços e, consequentemente, aumento da inflação (o que geralmente é um preço que o governo aceita pagar para ter crescimento econômico).

> Conheça Séries Levante da Levante e invista melhor em 2020

Por isso, entender o que é a taxa Selic e como ela impacta os investimentos é fundamental para qualquer investidor entender como funcionam os rendimentos e como o dinheiro é afetado. Gostou do conteúdo? Compartilhe o artigo e ajude outras pessoas a entenderem melhor sobre o tema.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Recomendado para você

Resultados da CVC

A CVC (CVCB3) apresentou nesta quarta-feira (30), após o fechamento do mercado, os seus resultados do 1T20. Como era de se esperar, os resultados vieram

Petrobras: STF decidirá sobre refinarias

Nesta quarta-feira (30) recomeça o processo de julgamento e votação dos ministros do Supremo Tribunal Federal a respeito da legalidade do processo de venda da

Risco fiscal e aumento da dívida pública

Na coluna de hoje, vou falar sobre a deterioração das contas públicas do Governo Federal, o aumento do déficit público, a consequente alta nas taxas

Fechar Menu
Fechar Painel