mercadoprimarioesecundarioentendaadiferencaentreeles

Mercado primário e secundário: entenda a diferença entre eles

Entender o funcionamento do mercado primário e secundário é algo muito importante aos investidores que desejam, cada vez mais, se aprofundar e investir melhor na Bolsa de Valores.

Em suma, a estratégia e os objetivos da alocação nesses mercados é diferente. Além disso, a própria análise a ser realizada antes do investimento também tem suas particularidades em cada caso.

Você sabia, por exemplo, que há, também, um mercado primário e secundário quando falamos de títulos públicos?

A fim de explicar esse ponto, assim como ambos os mercados e suas características, trazemos este artigo até você. Continue a leitura dele para entender melhor todas essas questões!

O que é mercado primário e secundário?

As negociações em mercado primário são as que ocorrem quando há o lançamento de novas ações em Bolsa por parte de uma companhia.

Isto é, quando uma empresa abre seu capital e disponibiliza suas ações aos investidores pela primeira vez, essa operação ocorre no mercado primário.

Nesse caso, as empresas recebem diretamente os recursos resultantes da oferta. Assim, elas conseguem, com o montante, realizar seus objetivos. Tais objetivos podem ser, por exemplo, fazer aquisições, implantar projetos internos ou, até mesmo, pagar dívidas.

O termo mercado secundário, por sua vez, refere-se às operações de compra e venda de ações que já estão no mercado. Isto é: que já foram anteriormente “lançadas” por uma empresa.

Dois pontos, aqui, são importantes:

  1. Nesse tipo de negociação, a companhia não recebe o dinheiro, pois a transação é feita de investidor para investidor;
  2. Em uma negociação em mercado secundário, não há aumento do número de ações em circulação no mercado.

Qual é a diferença entre eles na prática?

Ambos os mercados são complementares. Isso pois, quando um IPO (Initial Public Offering) “acaba”, as ações começam a fazer parte do mercado secundário.

Assim, elas começam a ser negociadas de investidor a investidor.

Em ambos os casos, alguns cuidados específicos podem ajudar você a fazer um investimento mais consciente e direcionado.

Se a sua intenção é investir no mercado primário, vale a pena avaliar as razões pelas quais a empresa está abrindo o seu capital.

Em suma, as perspectivas de valorização para as ações, no caso de um IPO, podem ser diferentes entre empresas que buscam capitalizar-se para crescer e aquelas que procuram uma forma de equilibrar o caixa.

No caso do mercado secundário, vale analisar alguns fatores antes da alocação. A situação financeira da empresa, o seu modelo de gestão, o seu histórico, seus indicadores, as perspectivas futuras e a volatilidade dos papéis, por exemplo, são questões relevantes.

Ainda mais, fatores externos – como os macroeconômicos – podem influenciar o investimento.

Além disso, é sempre importante que você entenda seu objetivo ao investir em uma ação. Ou seja: você pretende receber dividendos periodicamente? Ou tem como objetivo ganhar com a valorização dos papéis?

Questões como essas são essenciais para você tomar a melhor decisão de investimento. E isso em uma negociação no mercado primário ou em uma no mercado secundário.

Em suma, utilizando os critérios corretos de análise e entendendo o seu perfil de investidor, é possível encontrar boas oportunidades em ambos os mercados.

O que é o mercado primário e secundário no Tesouro Direto?

A plataforma do Tesouro Direto corresponde ao mercado primário da negociação de títulos públicos.

Por meio dela, os interessados podem adquirir os papéis diretamente do Governo Federal, que fica com a arrecadação dessas operações.

Conforme dito no começo deste artigo, há, também, o que podemos chamar de “mercado secundário” dos títulos públicos.

Ele se dá quando a venda de títulos é feita entre investidores, o que ocorre apenas nas mesas de operações das corretoras.

Apesar de ser uma alternativa mais buscada por grandes empresas e fundos, ela pode ser acessada por qualquer investidor interessado que queira aproveitar suas oportunidades.

Por fim, como visto, há diferentes abordagens e alternativas entre mercado primário e secundário – e isso, também, no caso dos títulos públicos. Portanto, sempre tenha em mente seu perfil de investidor e seus objetivos.

Esperamos que este artigo tenha ajudado você a compreender melhor o que é mercado primário e secundário. Caso tenha alguma dúvida sobre o tema, deixe um comentário abaixo. Estamos sempre prontos para ajudá-lo!

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Logo Gestora Pátria
E eu com isso

Gestora Pátria avalia IPO

Uma das maiores gestoras de Private Equity brasileiro, o Pátria, avalia uma abertura de capital (IPO) na B3. A listagem seria um meio de saída

Read More »
E eu com isso

 O avanço das vacinas

Gradualmente, o que era uma esperança transforma-se em realidade, e a perspectiva de uma vacinação em massa contra do coronavírus passa a ficar mais próxima.

Read More »
E eu com isso

Leilão da CEB

Na sexta-feira (04) vai ocorrer o leilão para privatização da Companhia Energética de Brasília, também conhecida como CE. Nele será vendida a subsidiária CEB-D, responsável

Read More »
E eu com isso

Reeleição no Congresso

Conforme previsto, foi só as eleições municipais chegarem ao fim para que Brasília voltasse suas atenções para as eleições das Mesas Diretoras da Câmara e

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Fechar Menu
Fechar Painel