Levante Ideias - ações

Ibovespa cai com exterior negativo e ruídos políticos

No mercado local, o Ibovespa encerrou o pregão com forte queda de 1,44% aos 125.094 pontos.

O sell-off desta terça foi provocado pelas denúncias de compra irregular das vacinas da Covaxin, além do vazamento de áudios comprometedores envolvendo o presidente Jair Bolsonaro no esquema das rachadinhas.

A queda foi intensificada pelo cenário externo negativo, com o PMI do setor de serviços referente ao mês de junho sinalizando uma possível redução no ritmo da recuperação econômica.

Os temores do mercado em relação à inflação também aumentaram com o conflito das negociações da Opep, que não acordaram um aumento da oferta de petróleo para o próximo mês.

S&P 500: -0,20% | Dow Jones: -0,59% | Nasdaq: +0,17%  

Do lado das commodities, o petróleo Brent operou com volatilidade no dia, com queda de 3,27%, cotado a USD 74,64 o barril.

A queda ocorreu devido a um movimento de realização de investidores após a notícia de que os produtores da OPEP+ não chegaram a um acordo em relação ao aumento da oferta de petróleo devido a um imbróglio entre Arábia Saudita e Emirados.

Já o minério de ferro saltou 2,85%, cotado a USD 190,39 a tonelada para a bolsa de Dalian.

O movimento acompanhou a alta nos preços de matérias-primas e em meio a expectativas de medidas para controle de produção.

Além disso, o dólar terminou o dia em alta de 2,39%, a R$ 5,20, refletindo a instabilidade no mercado local devido aos ruídos políticos e ao sell-off global em função do petróleo, em um movimento de aversão ao risco.

Maiores altas e baixas do dia (06/07)

Com a queda generalizada do Ibovespa, somente 3 ações fecharam em alta: Bradespar (+1,42%) e Vale (+0,53%), motivadas pela alta do minério, e Energisa (+0,09%) após a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) aprovar nesta terça-feira (06) o reajuste de 9,84% nas tarifas.

Na ponta negativa, o destaque ficou com PetroRio e Petrobras, que tombaram 5,68% e 4,02%, respectivamente, impactadas pela queda do barril de petróleo.

A Azul também encerrou o dia em queda livre de 4,19% impactada pela alta do dólar e pelos temores com a variante Delta da Covid-19.

A vencedora da nossa enquete de hoje foi o BTG Pactual (BPAC11), que firmou ontem uma parceria com a varejista Privalia para a aquisição de 5% de seu capital na eventual oferta de ações da companhia, que pediu registro de seu IPO à CVM no mês de fevereiro.

Trata-se de um investimento interessante para o banco, porém relativamente pequeno considerando o tamanho do BTG.

O BTG encerrou a terça em baixa de 2,20%, seguindo a queda generalizada do setor e do Ibovespa em geral.

Fechamento do mercado

Veja abaixo os principais números do fechamento de hoje:

Ibovespa-1,44%125.095 pontos
Dólar+2,39%R$ 5,21
Euro+2,04%R$ 6,15
Bitcoin+1,20%R$ 176.730,51
Ação que mais subiu: BRAP4+1,42%
Ação que mais desceu: PRIO3-5,82%

Para saber tudo sobre o que movimentou os mercados nesta terça-feira, 06, com as informações acima e mais, veja o nosso último vídeo do nosso canal no Youtube, com a Analista Carol Sanchez:

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - Congresso Nacional
E eu com isso

Auxílio aprovado

A Medida Provisória 1.061/21, publicada no início de agosto para instituir o programa Auxílio Brasil, foi aprovada nesta quinta-feira (25) na Câmara dos Deputados, por

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.