(Fonte: Fabio Rodrigues Pozzebom / Ag Brasil)

Toffoli limita aplicação do juiz de garantias

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Toffoli limita aplicação do juiz de garantias

O ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu a aplicação do juiz de garantias, prevista na lei anticrime. O novo modelo, que previa a inclusão de um juiz adicional para cuidar da instrução e da consistência das provas e do processo, deveria entrar em vigor no próximo dia 23. No entanto, Toffoli suspendeu a eficácia da lei por 180 dias a partir da publicação da decisão. A entrada do novo sistema em vigor vai depender da organização dos tribunais. Em algumas situações, Toffoli suspendeu indefinidamente a aplicação do juiz de garantias. Eles não serão adotados em casos de violência doméstica, em homicídios julgados pelo tribunal do júri, em processos criminais de natureza eleitoral e em processos que se iniciaram em tribunais superiores, como próprio STF. A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), crítica do modelo, comemorou a decisão. “Essa é uma demonstração de que a magistratura brasileira é imparcial e que o sistema atual já garante a isenção dos julgamentos”, disse a juíza Renata Gil, presidente da entidade.

Aprovada pelo Congresso e sancionada pelo presidente da República, a introdução do juiz de garantias foi combatida pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro, que contestava a necessidade de dividir os julgamentos e argumentava que a aplicação da nova norma seria impraticável devido à escassez de juízes. Foi a mais evidente discordância entre Moro e o presidente. A decisão de Toffoli dá mais força a Moro nessa questão.


* Esse conteúdo faz parte do nosso boletim diário: ‘E Eu Com Isso?’. Todos os dias, o time de analistas da Levante prepara notícias e análises que impactam seus investimentos. Clique aqui para receber informações sobre o mercado financeiro em primeira mão.

Leia também:

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Recomendado para você

Resultados da CVC

A CVC (CVCB3) apresentou nesta quarta-feira (30), após o fechamento do mercado, os seus resultados do 1T20. Como era de se esperar, os resultados vieram

Petrobras: STF decidirá sobre refinarias

Nesta quarta-feira (30) recomeça o processo de julgamento e votação dos ministros do Supremo Tribunal Federal a respeito da legalidade do processo de venda da

Risco fiscal e aumento da dívida pública

Na coluna de hoje, vou falar sobre a deterioração das contas públicas do Governo Federal, o aumento do déficit público, a consequente alta nas taxas

Fechar Menu

Fechar Painel