Levante Ideias - Rumo

Rumo (RAIL3): Investimentos em Porto do Açu

Nesta segunda-feira (31), em evento que contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro e do ministro Tarcísio de Freitas para o lançamento das obras da usina termelétrica Gás Natural Açu – GNA II, foi anunciado que o Porto do Açu (RJ) receberá cerca de R$ 6 bilhões em investimentos para construção de um ramal ferroviário, extensão de acessos rodoviários e projetos de geração térmica.

Conforme declarações, a maior parte do investimento será direcionado para a usina GNA II, para a qual será direcionado R$ 5 bilhões. O projeto tem previsão de iniciar sua operação ao final de 2024 e terá aproximadamente 1.623 megawatts (MW) de capacidade instalada. Com a entrada da operação desta segunda unidade, o complexo termelétrico GNA será o maior da América Latina em geração térmica, tendo capacidade instalada de 3 gigawatts (GW). O abastecimento das usinas ficará a cargo do FSRU BW Magna, um navio regaseificador com capacidade de regaseificação de 28 milhões de metros cúbicos por dia.

A GNA, joint venture formada pela petroleira BP, Siemens, SPIC Brasil e pela Prumo Logística, ainda declarou que, além dos projetos termelétricos no Porto do Açu, vê o projeto da ferrovia na região também como uma oportunidade para que esta se transforme em um hub de gás natural. A previsão é que sejam direcionados R$ 610 milhões em investimentos para a construção de um trecho de 41 quilômetros que será responsável por conectar o norte do Rio à malha nacional. A estimativa é que o projeto tenha capacidade de escoar 16 milhões de toneladas ao total, sendo destes 8 milhões de toneladas de grãos.

No caso das obras para ampliação das rodovias de acesso ao Porto do Açu, estas estão inicialmente orçadas em R$ 396 milhões. O projeto faz parte do pacote de investimentos em infraestrutura Pacto RJ, lançado pelo governo do Estado.

E Eu Com Isso?

O anúncio do governo sobre os investimentos em projetos de infraestrutura acessórios ao Porto de Açu é positivo para aproveitamento da capacidade do terminal. Atualmente, é operado pela Prumo Logística, empresa que culminou da reorganização societária do grupo econômico de Eike Batista após sua derrocada financeira. O porto foi revitalizado pela Prumo e se transformou em importante canal de escoamento de cargas diversas, figurando entre as dez maiores instalações portuárias do país em termos de movimentação.

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

e-eu-com-isso

Leia também: Resultados da Rumo (RAIL3) do 3T21.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.