Levante Ideias - Energia

Resultados do leilão de transmissão

Na sexta-feira (17), foi realizado o segundo e último leilão de transmissão de energia de 2021 pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), na sede da B3, em São Paulo. Ao todo, foram cinco projetos leiloados, contribuindo para a expansão de 902 quilômetros de linhas no SIN (Sistema Interligado Nacional), além de subestações com capacidade de transformação de 750 Megavolt-ampere (MVA).

Em disputa direto com a Copel pelo lote 1 (trecho Paraná-São Paulo), a Taesa (TAEE11) sagrou-se vencedora do mesmo, ofertando uma RAP (Receita Anual Permitida) de R$ 129,9 milhões – equivalente a um deságio de 47,76% em relação ao valor máximo permitido. O investimento estimado para a construção do projeto é de 1,7 bilhão, com prazo de conclusão de instalação de 60 meses.

O lote 2 (BA) foi arrematado pela Sterlite Brazil, um dos principais desenvolvedores globais de infraestrutura de transmissão de energia, por uma RAP de R$ 7,093 milhões (deságio de 66,9%). Para o projeto, a expectativa é de um investimento de R$ 152,1 milhões com prazo de conclusão de instalação de até 36 meses.

O lote 3, também localizado na Bahia, com 166 quilômetros de linhas a serem construídas, tem um investimento previsto de R$ 170,6,2 milhões com prazo de conclusão de até 42 meses. O projeto foi arrematado pela Rialma, grupo privado que atua nos segmentos de energia, agropecuária e mineração, por uma RAP de R$ 17,1 milhões (deságio de 27,83%), sendo o lote menos disputado pelas participantes do certame.

Em disputa com a Cemig (CMIG4), a Neoenergia (NEOE3) sagrou-se vencedora do lote 4 (MG), com uma RAP de R$ 37,1 milhões (deságio de 58,63%). Para o empreendimento, é previsto um investimento de R$ 660,9 milhões com prazo de até 48 meses.

Por fim, a Energisa (ENGI11) arrematou o lote 1, no Amapá, sendo este o projeto de maior expectativa entre os demais, referente à construção da linha de transmissão Macapá – Macapá III, com 10 quilômetros de extensão, e à subestação Macapá III, com transformação de 2 x 150 MVA. A companhia sagrou-se vencedora com um RAP de R$ 11,3 milhões (deságio de 48,68%). O investimento esperado para o projeto é de R$ 161,6 milhões com prazo de 42 meses.

E Eu Com Isso?

As companhias Energisa (ENGI11), Neoenergia (NEOE3) e Taesa (TAEE11) sagraram-se as grandes vencedoras do certame realizado na sexta-feira, com as ações das mesmas devendo reagir de acordo.

Vale ressaltar que, apesar de positivo, o arremate de novas linhas também deverá ter impacto limitado, uma vez que os projetos, apesar de posicionados em locais estratégicos, são comparativamente pequenos em relação à malha atual das companhias, com a Taesa sendo responsável por 163 mil quilômetros de extensão de linhas em território nacional, adicionando mais 726 quilômetros em seu portfólio.

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

e-eu-com-isso

Leia também: Eneva compra Focus Energia e ingressa em energia renovável.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - Sinqia
E eu com isso

Sinqia adquire LOTE45

A Sinqia (SQIA3) anunciou, nesta terça-feira (18), após o fechamento dos mercados, a sua segunda aquisição neste novo ciclo de crescimento inorgânico, iniciado após o

Read More »
Levante Ideias - Inflação
E eu com isso

Defenda seu dinheiro da inflação

Na manhã desta terça-feira (18), a FGV (Fundação Getulio Vargas) divulgou o IPC-S (Índice de Preços ao Consumidor Semanal) da segunda quadrissemana de janeiro nas

Read More »
Levante Ideias - Congresso Nacional
E eu com isso

Paralisação de servidores

A três dias do prazo final para Bolsonaro sancionar a Lei Orçamentária Anual, aprovada no fim do ano passado pelo Congresso, servidores federais de mais

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.