Levante Ideias - Apple

Resultados da Apple (AAPL) do 4T21

A Apple (AAPL) apresentou, nesta quinta-feira (27), após o fechamento dos mercados, seus resultados do primeiro trimestre do ano fiscal de 2022, equivalentes ao quarto trimestre do ano calendário de 2021. Os números vieram fortes, com uma receita acima do esperado, melhoria de margens e lucro líquido bem acima das expectativas.

A receita líquida no trimestre totalizou US$ 123,94 bilhões, evoluindo 11% na comparação anual. Foi o recorde de receita em toda a história da companhia. As expectativas para esta linha eram menores, cerca de US$ 119 bilhões, 4% abaixo do que foi realizado.

Regionalmente, as vendas da Apple foram melhores na China, onde a companhia alcançou a marca de US$ 25,8 bilhões, crescimento de 21% no tri contra tri.

Já a segmentação por linha de produto demonstrou mais uma vez a força da marca IPhone e dos “serviços”, que cresceram 23,8 e 9 por cento, respectivamente.

Margens: a margem bruta – mais associada aos custos diretos necessários à venda dos produtos ou à prestação dos serviços – foi de 43,8 por cento, avanço de quase 4 pontos percentuais em relação ao ano imediatamente anterior. Houve também progressos na margem operacional (EBIT) da companhia, que encerrou o trimestre em 33,5 por cento da receita contra 30,1 por cento, ganho de 3,4 pontos percentuais.

Já o lucro por ação foi de US$ 2,10, acima das estimativas. A Apple divulgou o pagamento de US$ 0,22 por ação em dividendos, que serão pagos no dia 10 de fevereiro.

E Eu Com Isso?

O resultado da Apple veio forte, com todas as principais linhas acima do esperado. Com isto, esperamos impacto positivo no preço das ações AAPL no curto prazo.

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

e-eu-com-isso

Leia também: Valor de mercado da Apple chega a US$ 3 trilhões.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.