Levante Ideias - eletrobras

Quatro estatais em 2021

O ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a prometer um novo pacote de privatizações em dois eventos que contaram com sua participação no dia de ontem (10) – um realizado pela Bloomberg e outro pela Controladoria-Geral da União (CGU).

Segundo o ministro, estão no pacote de privatizações, que devem ocorrer até o fim do ano que vem, os Correios, o porto de Santos, a Eletrobras e a PPSA (Pré-sal Petróleo S.A.). Guedes ainda afirmou estar frustrado pelo fato de o mandato Bolsonaro já estar praticamente no fim do segundo ano e nenhuma privatização ter saído do papel. Segundo o ministro, haveria um acordo contrário às privatizações no Congresso Nacional. Ele ainda lamentou ter sido “ingênuo” a ponto de anunciar tais privatizações para este ano.

A dificuldade de avançar com a pauta levou o ex-secretário especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados, Salim Mattar, a pedir demissão. O ministério da Economia, contudo, ainda acredita no processo de venda de estatais, por ser uma tendência irreversível e para derrubar a dívida por meio da busca pelo superávit primário – ainda que não recorrente. As quatro operações previstas podem render aproximadamente 100 bilhões de reais aos cofres do governo, segundo cálculos de Guedes.

No portal do Programa de Parceria de Investimentos, todos os quatro projetos já estão listados, mas ainda se encontram na fase de estudos – a primeira de uma série de etapas necessárias para realizar a privatização.

As intenções do ministro, como ele mesmo deixa claro, são as melhores ao buscar privatizar as empresas citadas acima. Muitas delas, hoje, custam muito ao governo brasileiro e poderiam ser geridas com muito mais eficiência caso se livrassem do domínio público. No entanto, o processo de privatizações é extremamente delicado no Brasil e não costuma ser bem recebido pelos congressistas, mesmo com uma das legislaturas mais reformistas que já passaram pela Câmara e Senado.

Infelizmente, o tema privatização ainda é um tabu no País. Por isso, continuamos céticos quanto à realização das quatro privatizações em 2021, assim como diagnosticamos que essas mesmas vendas não sairiam em 2019 ou em 2020. Não quer dizer que elas não possam ocorrer, mas será necessário muito esforço por parte do governo para privatizar as quatro estatais. Das quatro empresas, entendemos que a privatização mais certa é a do Porto de Santos, seguida dos Correios, da PPSA e, por fim, da Eletrobras, em ordem de viabilidade.

O mercado costuma reagir positivamente às intenções de privatização, mas agora já aguarda por atitudes mais concretas frente a esses processos. Dessa forma, o impacto positivo das falas de Guedes deve ser reduzido.

 

* Este conteúdo faz parte do nosso boletim diário: ‘E Eu Com Isso?’. Todos os dias, o time de analistas da Levante prepara as notícias e análises que impactam seus investimentos. Clique aqui para receber informações sobre o mercado financeiro em primeira mão.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - NFT
E eu com isso

Os NFTs são a arte do lucro

NFT parece ser a sigla de um título público. Algo como Notas Financeiras do Tesouro. Nada disso. NFT é a abreviatura de Non-Fungible Tokens, ou

Read More »
Levante Ideias - Dinheiro
E eu com isso

PEC dos precatórios

Nesta quinta-feira (16), a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara dos Deputados votou e aprovou, por 32 votos a 26, a PEC (Proposta

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.