Rock Content

Pesquisa CNT/MDA – 27/02

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Pesquisa CNT/MDA: avaliação positiva do governo é a maior desde setembro de 2014

A Confederação Nacional do Transporte, em conjunto com o instituto MDA, divulgou pesquisa de avaliação do governo nesta terça-feira (26). A primeira coleta de opiniões do governo Bolsonaro reuniu 2.002 entrevistas ao redor do Brasil, com margem de erro de 2,2 pontos percentuais.

De acordo com as entrevistas, 38,9 por cento avaliaram o governo Bolsonaro como ótimo ou bom; 29, como regular, e 19, como ruim ou péssimo. O resto (13 por cento) não sabe ou não respondeu. Ainda, vale destacar a aprovação da reforma da Previdência: apenas 43,4 por cento dos entrevistados aprovam a medida, enquanto que 45,6 desaprovam e 11 não sabem dizer ou não responderam.

E Eu Com Isso?

A pesquisa é bom parâmetro para analisar as primeiras percepções da população com o novo governo. Apesar da divisão dos entrevistados quando o tema é a reforma da Previdência, em outros aspectos (outros projetos de lei, percepção de melhora de vida, formação da equipe ministerial, etc.) o governo tem avaliações positivas. Não surpreendem e não interferem, portanto, os números sobre a tramitação da reforma previdenciária – ela é considerada impopular e o governo deverá concentrar esforços para informar a população sobre sua urgência e caráter distributivo.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Recomendado para você

Resultados da CVC

A CVC (CVCB3) apresentou nesta quarta-feira (30), após o fechamento do mercado, os seus resultados do 1T20. Como era de se esperar, os resultados vieram

Petrobras: STF decidirá sobre refinarias

Nesta quarta-feira (30) recomeça o processo de julgamento e votação dos ministros do Supremo Tribunal Federal a respeito da legalidade do processo de venda da

Risco fiscal e aumento da dívida pública

Na coluna de hoje, vou falar sobre a deterioração das contas públicas do Governo Federal, o aumento do déficit público, a consequente alta nas taxas

Fechar Menu

Fechar Painel