Levante Ideias - Big Techs

Órgãos antitruste dificultam novas aquisições de big techs

O cenário de aquisição e fusão parece ser mais restrito neste ano para grandes empresas como Amazon (AMZN), Microsoft (MSFT) e Alphabet (GOOGL).

Isto porque, órgãos antitruste tem procurado diminuir o monopólio dessas companhias. Segundo dados coletados da Dealogic, as empresas supracitadas tiveram mais aquisições/fusões no último ano do que em qualquer outro período dentro de uma década.

A “corrida” na compra de outras empresas pela Amazon, Microsoft e Alphabet indica que essas companhias estão tentando se antecipar de possíveis paralisações futuras pelos órgãos de regulação de mercado.

A presidente da CFC (Comissão Federal do Comércio), Lina Khan, já vem apresentando queixas em relação as big techs desde o ano passado. Foi o que aconteceu no episódio da compra do Instagram e WhatsApp pelo Facebook, que trouxe em pauta o poder de mercado da gigante sobre as demais empresas do setor. A presidente sofreu severas críticas pela denúncia do Facebook e também da Amazon que se indignou com seu julgamento sobre abuso de poder de mercado.

E Eu Com Isso?

Recentemente, tivemos a compra da Activision Blizzard pela Microsoft por US$ 68,7 bilhões, necessitando de aprovação dos acionistas da companhia como também órgãos reguladores, dentre os quais, a Comissão Federal do Comércio.

Ainda existem mais algumas transações que carecem da aprovação dos órgãos antitruste, entretanto, vemos uma ligeira resistência por parte das entidades em autorizar as aquisições das companhias, dificultando assim a expansão do negócio.

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

e-eu-com-isso

Leia também: Microsoft compra Activision Blizzard por US$ 68,7 bilhões.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.