oi

Oi tem nova oferta

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O bloco formado pela TIM (TIMP3), Vivo (VIVT3, VIVT4) e Claro comunicou o mercado nesta segunda-feira (27) após o encerramento do mercado que realizou uma nova oferta vinculante para aquisição do negócio de telefonia móvel da Oi (OIBR3).

Na semana passada as companhias já haviam demonstrado interesse em tais ativos, mas a proposta, que correspondia a faixa mínima da oferta de 15 bilhões de reais, foi superada pela Highline poucos dias depois.

A nova oferta do consórcio Claro/TIM/Vivo pelo negócio móvel da Oi é de 16,5 bilhões de reais.

Esta nova oferta está condicionada ainda a alguns fatores, como a seleção das ofertantes como primeiro proponente, o que lhes darão o

direito de preferência de realizar a oferta final no leilão pelo negócio. Além disso, a proposta deixa em aberto a possibilidade de assinar contratos de longo prazo para o uso da infraestrutura do grupo Oi.

A disputa pelos ativos móveis da Oi está aumentando, com a realização de um leilão entre os dois grupos interessados: o consórcio formado pela Claro/TIM/Vivo e a Highline, empresa americana controlada pela Digital Colony.

Boa notícia para as ações da Oi (OIBR3/OIBR4), com aumento do interesse pelo seu negócio móvel, com lances mais altos pelos seus ativos, o que aumenta a pressão sobre os credores para aprovar transação, em assembleia geral dos credores (AGC) marcada para o próximo mês.

Desde a última segunda-feira (20), quando a primeira oferta foi enviada, as ações da Oi (OIBR3) já registraram uma valorização de 46,3 por cento. Já as ações da TIM (TIMP3) e a Vivo (VIVT4), que animaram o mercado com a potencial aquisição num primeiro momento, sofreram após ter seu lance superado pela Highline. Por conta disso suas ações recuam 8 por cento e 1,3 por cento no período, respectivamente.

Na sessão desta terça-feira (28) esperamos impacto positivo no preço das ações da Oi (OIBR3/OIBR4), com destaque as ações das ofertantes TIM (TIMP3) e Vivo (VIVT4), que devem surpreender positivamente o mercado com a rápida resposta e o envio da nova oferta.

O próximo passo deverá ser a contraproposta da Highline que tem o direito de preferência e pode elevar ainda mais o preço oferecido pelos ativos da Oi, o que pode impulsionar ainda mais o preço das ações da Oi no curto prazo.

* Este conteúdo faz parte do nosso boletim diário: ‘E Eu Com Isso?’. Todos os dias, o time de analistas da Levante prepara as notícias e análises que impactam seus investimentos. Clique aqui para receber informações sobre o mercado financeiro em primeira mão.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Recomendado para você

Resultados da CVC

A CVC (CVCB3) apresentou nesta quarta-feira (30), após o fechamento do mercado, os seus resultados do 1T20. Como era de se esperar, os resultados vieram

Petrobras: STF decidirá sobre refinarias

Nesta quarta-feira (30) recomeça o processo de julgamento e votação dos ministros do Supremo Tribunal Federal a respeito da legalidade do processo de venda da

Risco fiscal e aumento da dívida pública

Na coluna de hoje, vou falar sobre a deterioração das contas públicas do Governo Federal, o aumento do déficit público, a consequente alta nas taxas

Fechar Menu

Fechar Painel