Levante Ideias - Petrobras

O óbvio na Petrobras

Não deveria ser notícia quando o CEO de uma companhia aberta afirma que é preciso prestar contas ao investidor. Isso é óbvio. Porém, se essa companhia aberta for a Petrobras, maior empresa estatal do País e segunda maior companhia aberta em valor de mercado (R$ 387 bilhões na sexta-feira 10), declarações desse tipo deveriam ser motivo de comemoração.

No sábado (08), o general Joaquim Silva e Luna, presidente da Petrobras, concedeu uma entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo em que disse algo muito parecido com o óbvio. Silva e Luna disse que a estatal não pode fazer políticas públicas. Afirmou que quem regula os preços dos combustíveis é o mercado. E frisou que, embora tenha recebido críticas do próprio governo por apresentar lucros elevados, a estatal precisa apresentar o melhor desempenho possível.

Parece óbvio. Porém, o óbvio é produto escasso na gestão estatal. Tomemos o caso da própria Petrobras. A companhia teve uma gestão péssima durante o governo de Dilma Rousseff. Gastou dinheiro demais, foi presa de esquemas de corrupção e registrou a duvidosa honra de ser a petrolífera mais endividada do mundo.

Durante o governo de Michel Temer, os presidentes Pedro Parente e Ivan Monteiro colocaram em marcha um processo de saneamento que cancelou investimentos insustentáveis e começou a colocar as finanças em ordem.

Posteriormente, já no governo de Jair Bolsonaro, a estatal seguiu em frente. Roberto Castello Branco manteve o processo iniciado por seus antecessores. Seguiu reduzindo as dívidas. Avançou nos desinvestimentos e saiu de áreas não estratégicas. Foi substituído no início do ano passado por desagradar o governo.

Porém, a Petrobras teve sorte. Silva e Luna, sucessor de Castello Branco, perseverou no bom combate. Privatizou a BR Distribuidora, atual Vibra, e vendeu duas de suas refinarias, a Landulpho Alves, na Bahia, e a Isaac Sabbá, no Amazonas.

Essa é uma estratégia recomendável. A estatal descartou atividades “comoditizadas” como abastecer veículos e refinar petróleo. E concentrou seus esforços onde tem vantagens tecnológicas e é capaz de fazer a diferença. Como a prospecção e a exploração de petróleo em águas ultraprofundas, lucrando com as jazidas do pré-sal. Só isso oferece a perspectiva de resultados melhores no longo prazo.

Por filosofia, por princípio e por experiência, nós, da Levante Ideias de Investimentos, não recomendamos as ações de nenhuma companhia estatal. O motivo pode ser resumido em uma frase: investir em estatais é mais arriscado do que investir em empresas privadas. Isso vale para qualquer setor de atuação.

A gestão estatal não necessariamente premia a eficiência. A probabilidade de conflitos de agenda é maior. E é frequente a troca de comando por motivos políticos, independentemente do sucesso ou do fracasso da gestão. Mesmo assim, as declarações de Silva e Luna são animadoras. Mostram que, apesar das ingerências políticas, ainda há espaço para a racionalidade na gestão das estatais. E isso é uma boa notícia, mesmo para quem não investe nelas.

Relatório Focus

A primeira edição de 2022 do Relatório Focus, do BC (Banco Central), mostra que as expectativas dos investidores seguem piorando. A projeção de crescimento da economia para este ano voltou a cair e recuou para 0,28%, ante 0,36% na edição anterior e 0,50% há quatro semanas.

A inflação prevista para o ano permanece em 5,03%, levemente acima do teto da meta. Porém, a taxa Selic esperada para dezembro subiu para 11,75% ao ano, ante 11,50% das últimas semanas. A projeção para o crescimento econômico em 2023 também piorou, recuando para 1,70% ante 1,80% na semana anterior.

E Eu Com Isso?

A semana começa com os contratos futuros do Ibovespa e do índice americano S&P 500 abrindo em leve baixa. Nos Estados Unidos, os dados do emprego sugerem uma economia mais aquecida do que as expectativas anteriores, e elevam as projeções de um endurecimento mais agudo da política monetária americana neste ano. Além disso, os investidores brasileiros vão aguardar novas informações sobre o impacto das chuvas sobre a infraestrutura e sobre a atividade empresarial.

As notícias são levemente negativas para a Bolsa.

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

e-eu-com-isso

Leia também: Petrobras busca aumentar produção com melhora de eficiência.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Recomendado para você

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.