Levante Ideias - dados

IPCA-15 indica alta de preços de 0,22% em fevereiro

IPCA-15 indica alta de preços de 0,22% em fevereiro

A queda de 5,04 por cento nos preços das carnes e de 6,68 por cento nos preços das passagens aéreas fez a inflação de fevereiro desabar. O IBGE divulgou, na manhã desta quinta-feira (20), o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) de fevereiro, indicando uma inflação de 0,22 por cento. Foi o menor percentual para o segundo mês do ano desde o início do Plano Real, em 1994. O resultado mostra desaceleração na inflação que, no ano, acumula alta de 0,93 por cento.

Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados pelo IBGE, três apresentaram queda de preços (deflação) em fevereiro: vestuário, com baixa de 0,83 por cento, saúde e cuidados pessoais, com queda de 0,29 por cento e alimentos e bebidas, com baixa de 0,10 por cento.

Segundo o IBGE, a queda de 5,04 por cento nos preços das carnes, após uma alta acumulada de 27,95 por cento entre outubro e janeiro teve grande impacto no IPCA-15 de fevereiro. Roupas, perfumes e itens de higiene pessoal também pesaram menos no bolso.

Os consumidores esperam que a inflação permaneça bem-comportada. A Fundação Getulio Vargas (FGV) divulgou dois indicadores de expectativas na manhã desta quinta-feira. Um deles foi das expectativas de inflação. Segundo a FGV, a expectativa de inflação dos consumidores brasileiros para os próximos 12 meses ficou estável em fevereiro em 5,0 por cento. Em relação a fevereiro de 2018 houve aumento de 0,1 ponto percentual.

O outro indicador divulgado pela (FGV) foi o Índice de Confiança do Consumidor (ICC), que recuou 2,6 pontos em fevereiro, para 87,8 pontos, o menor valor desde maio de 2019. Em médias móveis trimestrais, o índice caiu 0,6 ponto.

Segundo Viviane Seda Bittencourt, coordenadora das Sondagens da FGV, as perspectivas menos favoráveis dos consumidores de renda mais baixa estão relacionadas ao mercado de trabalho. “No caso dos consumidores de renda mais alta, as incertezas decorrem do aumento de incerteza econômica e da alta do câmbio, levando-os a postergar consumo”, diz ela.

Apesar de a inflação mais baixa indicar juros em queda, o que teoricamente é bom para as ações, a tônica geral do mercado é de desaceleração da economia. O mercado futuro de índice Bovespa está iniciando o dia em leve queda, e a sessão deve ser marcada por uma volatilidade acentuada.

JUROS LÁ FORA – Os bancos centrais da China e dos Estados Unidos divulgaram comunicados sobre os juros. Na quinta-feira, o Banco do Povo da China, anunciou que reduziu a taxa básica de juros de um ano de 4,15 por cento para 4,05 por cento, e que baixou a taxa de cinco anos de 4,80 por cento para 4,75 por cento. A medida era esperada, já que a segunda maior economia do mundo enfrenta ameaças decorrentes do surto do coronavírus.

O corte nas taxas de juros de um ano e cinco anos seguiu o movimento do banco central na segunda-feira para reduzir a taxa de juros em sua linha de empréstimos de médio prazo de um ano – fundos que o PBOC empresta a instituições financeiras – de 3,25 por cento para 3,15 por cento.

Já nos Estados Unidos, o Federal Reserve (Fed, o BC americano) divulgou, na noite da quarta-feira, sua ata da reunião de 28 e 29 de janeiro, que manteve os juros referenciais inalterados na faixa entre 1,50 por cento e 1,75 por cento ao ano. Ao chegar a essa decisão, os membros do Comitê Federal de Mercado Aberto (Federal Open Market Committee, ou Fomc), organismo equivalente ao Copom brasileiro observaram que as perspectivas para a economia haviam ficado “mais fortes” desde a previsão anterior em dezembro. E as atas divulgadas hoje à tarde indicam que os juros deverão permanecer nesse patamar por bastante tempo.

* Esse conteúdo faz parte do nosso boletim diário: ‘E Eu Com Isso?’. Todos os dias, o time de analistas da Levante prepara notícias e análises que impactam seus investimentos. Clique aqui para receber informações sobre o mercado financeiro em primeira mão.

Leia também: Resumo do Ata do Copom: crise dificulta recuperação da economia

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - Selic
E eu com isso

Fim de festa ou ponto de compra?

As decisões do Copom (Comitê de Política Monetária) e do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) divulgadas na quarta-feira (16) vieram ao encontro das

Read More »
Levante Ideias - Dinheiro
E eu com isso

Reajuste para servidores

Na contramão do que foi acordado com o ministério da Economia e de olho nas eleições de 2022, o presidente Bolsonaro pediu ao ministro Paulo

Read More »
Levante Ideias - Tik Tok
E eu com isso

ByteDance (TikTok): Dados Financeiros

Segundo informes financeiros enviados aos empregados e divulgados pelo Wall Street Journal, a ByteDance, dona do aplicativo TikTok e outros, apresentou forte crescimento de resultados

Read More »
Levante Ideias - Banco Inter
E eu com isso

Inter na disputa das corretoras

Em meio a um acirramento da disputa no mundo das corretoras, com XP (XP:NASDAQ) e BTG Pactual (BPAC11) competindo pelos escritórios de agentes autônomos (AAIs), o

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Fechar Menu

Fechar Painel