dinheiro

Houve corte no compulsório e volta dos depósitos garantidos via DPGE

Houve corte no compulsório e volta dos depósitos garantidos via DPGE

A segunda-feira (23) começou agitada em Brasília. O Banco Central (BC) anunciou, logo cedo, medidas para estimular a concessão de crédito, garantir a liquidez e a solvência do sistema financeiro e atenuar os efeitos danosos da epidemia do coronavírus sobre a economia.

Em uma coletiva virtual apresentada na manhã da segunda-feira, Roberto Campos Neto, presidente do BC, disse que a crise gerou uma forte incerteza, o que provocou uma desaceleração da economia global, e isso afetou tanto pessoas físicas quanto empresas.

Campos Neto disse que o sistema financeiro está sólido em termos de capital principal e em termos de aderência aos índices de Basileia, e também em termos de provisão referente a empréstimos problemáticos.

O presidente do BC disse que, em momentos de stress, a principal função da autoridade monetária é garantir o bom funcionamento dos mercados e permitindo que os bancos possam rolar facilmente as dívidas dos clientes.

A principal medida foi a redução da alíquota dos depósitos compulsórios sobre recursos a prazo de 25 por cento para 17 por cento. Segundo o BC, a medida é temporária, visa aumentar a liquidez do sistema financeiro e faz parte do conjunto de ações para minimizar os efeitos do coronavírus sobre a economia brasileira. A estimativa do BC é que a mudança resulte numa liberação de 68 bilhões de reais a partir do dia 30 de março. Em 14 de dezembro, caso a economia tenha atravessado a pandemia do Covid-19, a alíquota do compulsório sobre recursos a prazo vai voltar aos 25 por cento anteriores.

O BC adotou mais duas medidas:

– o retorno das captações com Depósito a Prazo com Garantia Especial (DPGE) para os bancos. Criado na crise de 2008, o DPGE funcionou como uma proteção do Fundo Garantidor de Crédito (FGC) aos bancos. Os bancos poderão captar o valor total de seu patrimônio líquido por meio do DPGE, e as emissões poderão ocorrer até o início de 2022.

– os bancos poderão captar recursos no BC garantidos por debêntures que serão emitidas entre 23 de março e 30 de abril.

Segundo Campos Neto, o BC estuda a concessão de empréstimos lastreados em Letras Financeiras emitidas com base em empréstimos concedidos pelos bancos, o que pode liberar 670 bilhões de reais em créditos.

Tudo isso vem em linha com a ata da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) da semana passada, que reduziu os juros de 4,25 por cento para 3,75 por cento. Segundo a ata, se a ociosidade econômica pode gerar uma inflação abaixo do esperado, fatores como a deterioração do cenário externo ou frustrações em relação à continuidade das reformas podem elevar os prêmios de risco e elevar a inflação. A edição mais recente do boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira, mostra que a estimativa do mercado para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) caiu para 1,48 por cento ante os 1,68 por cento.

As medidas do BC trouxeram um suspiro de alívio para o mercado. Logo na abertura, os contratos futuros de Ibovespa estavam com mais de 3 por cento de alta, em uma recuperação dos preços. No entanto, não se descarta uma forte volatilidade ao longo do dia.

INTERNACIONAL – A atuação do BC veio em um momento de mais tensão para os mercados internacionais. No domingo, a oposição democrata no Senado americano bloqueou a aprovação de um pacote de ajuda de 2 trilhões de dólares para sustentar a economia americana. Os democratas afirmaram que a legislação falhou em proteger adequadamente os trabalhadores ou impor restrições estritas o suficiente às empresas resgatadas.

Os economistas americanos dizem que há pouca dúvida de que o país está entrando em recessão. Mas é mais difícil prever o fundo ou prever quanto tempo levará para voltar. A força da queda e o quase fechamento das grandes cidades é algo inédito, mais parecido com a privação em tempo de guerra do que com a desaceleração que acompanhou a crise financeira há mais de uma década, ou mesmo a Grande Depressão. Segundo os economistas, as empresas menores serão atingidas com mais força do que as grandes porque têm acesso limitado ao crédito e menos dinheiro no banco. E o desemprego americano pode atingir 10 por cento em abril, um nível nunca visto desde o pior momento da última recessão.

* Esse conteúdo faz parte do nosso boletim diário: ‘E Eu Com Isso?’. Todos os dias, o time de analistas da Levante prepara notícias e análises que impactam seus investimentos. Clique aqui para receber informações sobre o mercado financeiro em primeira mão.

Leia também: Pacotes de estímulo à economia sustentam fortes altas nas ações

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Recomendado para você

Artigos

Números da Vivo

A Telefônica Brasil (VIVT3/VIVT4) apresentou nesta terça-feira (27), após o fechamento do mercado, o seu resultado do 3T20 e que, na nossa avaliação, foi regular

Read More »
Artigos

BTG compra corretora Necton

Na onda de consolidação do mercado em busca de capturar o número crescente de CPFs na bolsa, o BTG Pactual fechou a aquisição da Necton

Read More »
Política Sem Aspas

O desafio do teto – parte II

Na primeira parte dessa dupla de textos, concentrei-me em elencar e dissertar acerca das principais regras fiscais em voga hoje no Brasil. Naquela ocasião, deixei

Read More »
Artigos

Política acima de tudo!

O mercado vive uma certa trégua em relação à volatilidade mais acentuada de algumas semanas atrás. Discussões importantes foram adiadas para depois das eleições. Quem

Read More »
Fechar Menu

Fechar Painel