Levante Ideias - Helbor

Helbor (HBOR3): Prévia do 4T20

Na segunda-feira (18), após o fechamento do mercado, a Helbor (HBOR3) divulgou sua prévia operacional com os principais indicadores do último trimestre de 2020 e reforçou as suas previsões (guidance) para lançamentos em 2021.

O principal destaque positivo do resultado foi a retomada dos lançamentos. Foram cinco projetos, lançados no fim de novembro e em dezembro, com Valor Geral de Vendas (VGV) total de 259 milhões de reais. Para comparar, foram apenas dois projetos no 3T20.

Os lançamentos totalizaram 396 milhões de reais de VGV em 2020, redução anual de 54,5 por cento.

Apesar do aumento do VGV lançado, o número de lançamentos vendidos com participação da Helbor no período em relação ao total da oferta, também conhecido como vendas sobre oferta (VSO), atingiu 41 por cento, número um pouco mais fraco pois os lançamentos ocorreram no final do trimestre.

As vendas contratadas com participação da construtora tiveram uma redução de 17,6 por cento em relação ao trimestre anterior, atingindo 254 milhões de reais no trimestre e 960 milhões de reais em 2020, queda de 23 por cento em relação a 2019.

As vendas de estoque pronto atingiram 110 milhões de reais, mostrando o empenho da companhia em liquidar seus estoques de unidades concluídas.

Outro ponto positivo a se destacar foram os distratos, que atingiram 16,9 milhões de reais, suportando um dos menores índices dos últimos anos.

Com isso, o número de vendas em relação à oferta total disponível (VSO) ficou em 13,9 por cento, uma diminuição em relação aos 16,8 por cento vistos em 3T20.

E Eu Com Isso?

O resultado operacional da Helbor veio “misto”: positivo em termos de queda no cancelamento de vendas e vendas de estoques prontos, mas com um 4T20 um pouco mais fraco do que o 3T20 devido à concentração de lançamentos em dezembro.

Dessa forma, acreditamos em um impacto neutro para o preço das ações da Helbor (HBOR3) no curto prazo, em linha com o desempenho do Ibovespa.

Além dos indicadores, a companhia reforçou as suas perspectivas (guidance) para os lançamentos em 2021, com a estimativa de 1,4 a 1,8 bilhões de reais em VGV de lançamentos com a participação da construtora. Esse número representaria um aumento de pelo menos 253 por cento em relação a 2020 e cerca de 61 por cento olhando para 2019, provavelmente um período com uma melhor base de comparação.

O ano de 2020 teve um decrescimento em praticamente todos os principais indicadores da companhia, com VGV de lançamentos com participação da Helbor caindo 54 por cento e vendas totais caindo 23 por cento, algo esperado considerando as medidas de distanciamento social impostas por boa parte do ano, que fechou os estandes de vendas em abril e maio, com reabertura no terceiro trimestre.

Ainda aguardamos os resultados financeiros para melhor classificar o trimestre da construtora, Acreditamos que a redução de estoques e o crescimento dos recebíveis são indicativos de que a companhia deverá gerar caixa nos próximos trimestres.

A redução do endividamento é o principal catalisador das ações da Helbor.

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

Para ficar por dentro do universo dos investimentos de maneira prática, clique abaixo e inscreva-se gratuitamente!

e-eu-com-isso

Leia mais sobre a empresa: Números da Helbor.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - NFT
E eu com isso

Os NFTs são a arte do lucro

NFT parece ser a sigla de um título público. Algo como Notas Financeiras do Tesouro. Nada disso. NFT é a abreviatura de Non-Fungible Tokens, ou

Read More »
Levante Ideias - Dinheiro
E eu com isso

PEC dos precatórios

Nesta quinta-feira (16), a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara dos Deputados votou e aprovou, por 32 votos a 26, a PEC (Proposta

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.