Levante Ideias - Tania Rego

Guedes fica

Guedes fica

Após uma série de rumores sobre uma possível saída do ministro da Economia, Paulo Guedes, do governo, o próprio economista fez questão de reiterar sua permanência à frente da pasta. Segundo ele, não existe qualquer possibilidade de deixar o governo – tal cenário havia sido cogitado em função da reclusão de Guedes no Rio de Janeiro e de sua ausência em eventos oficiais do Planalto.

O ministro ainda afirmou que o País deve gastar cerca de 800 bilhões de reais, ou 5 por cento do Produto Interno Bruto (PIB), no combate aos efeitos negativos do coronavírus sobre a economia. Basicamente, metade da quantia está direcionada a medidas de crédito para estimular a economia, enquanto a outra metade diz respeito à liquidez para trabalhadores e empresas. Guedes afirmou ainda que o governo já trabalha sobre um pacote econômico pós-crise, focado em investimentos para obras de infraestrutura e privatizações.

A presença de Guedes em importantes reuniões no fim de semana trouxe mais tranquilidade ao mercado, que agora acompanha os desdobramentos das medidas econômicas de maneira menos tensa. É importante que os auxílios cheguem às empresas e trabalhadores o mais rápido possível, para que essa proteção do governo sobre demissões e/ou falências seja efetiva. 

* Este conteúdo faz parte do nosso boletim diário: ‘E Eu Com Isso?’. Todos os dias, o time de analistas da Levante prepara as notícias e análises que impactam seus investimentos. Clique aqui para receber informações sobre o mercado financeiro em primeira mão.

Leia também: Pacote contra Covid-19 representa 3 por cento do PIB

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Recomendado para você

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.