Grupo Mateus faz IPO

O Grupo Mateus, uma das maiores empresas de varejo do País, levantou quase 4,5 bilhões de reais em sua oferta primária inicial (IPO), com o preço das ações a 8,97 reais, no piso da faixa indicativa. O montante levantado configura a oferta como a maior no ano, superando o IPO de Petz (PETZ3) que levantou cerca de 3 bilhões de reais.

A empresa vem de forte crescimento em seus números, com expansão acelerada e atuação dominante na região Norte e Nordeste, mais especificamente no Pará, Piauí e Maranhão, com predominância neste último Estado. O Grupo conta com uma rede de 137 lojas, com 29 atacarejos, 23 supermercados, 2 hipermercados, 67 lojas de eletroeletrônicos e 16 lojas locais, contando com 9 centros de distribuição, também localizados nos estados de atuação.

A companhia fechou o ano de 2019 com receita líquida de 5,1 bilhões de reais, com lucro líquido de 297 milhões de reais, margem líquida de 5,8 por cento e Ebitda (métrica para geração potencial de caixa) de 478 milhões de reais, com margem Ebitda de 8,1 por cento.

A oferta é predominantemente primária, com cerca de 3,3 bilhões de reais, que serão utilizados para a expansão e consolidação de sua presença na região Nordeste. Com a precificação, o Grupo Mateus estreará na Bolsa, no segmento do Novo Mercado (mais alto nível de governança), com um valor de mercado de 20 bilhões de reais, acima das principais concorrentes Pão de Açúcar (PCAR3) e Carrefour (CRFB3). As negociações das ações começam na Bolsa no dia 13 de outubro, terça-feira.

Em meio a diversas ofertas canceladas ou com preços abaixo da faixa indicativa, o IPO do Grupo Mateus foi bem visto pelo mercado, com a demanda chegando próximo a cinco vezes a quantidade ofertada. A empresa continuará sendo controlada pelo fundador Ilson Mateus e sua família, com participação próxima de 80 por cento remanescentes do capital total, sendo o restante configurando free float (ações livres negociadas no mercado).

A empresa vem de um forte crescimento na sua região de atuação, com aumento de receita de 30 por cento em 2019 em relação ao ano anterior e segue se beneficiando da consolidação do setor e expansão devido aos efeitos da pandemia, aliando sua estratégia de vendas digitais crescentes e fechamento de varejistas menores, movimento similar ao ocorrido também na regiões Sudeste e Sul, foco de atuação do Pão de Açúcar (PCAR3) e Carrefour (CRFB3).

A precificação da oferta coloca um prêmio no valor de mercado do Grupo Mateus em relação às suas maiores concorrentes, sendo negociada a múltiplo Preço/Lucro projetado para 2021 de 22 vezes, refletindo na confiança de continuidade da lucratividade da empresa, com margens líquidas 2 vezes maiores que os seus pares do Sudeste.

Porém um ponto importante de atenção é que a empresa se beneficia de generoso incentivo fiscal, sobretudo na região de maior presença, no Maranhão, com diferimento de tributação de impostos (ICMS, Imposto de Renda e Contribuição Social sobre Lucro Líquido CSLL), de modo que grande parte do lucro líquido apurado no exercício é destinado à uma conta de reserva específica, com todo o montante gerado pelos incentivos fiscais reduzindo o lucro tributável da empresa, o que explica uma margem líquida relativamente alta em comparação aos seus pares de mercado.

Atualmente a companhia conta com um saldo de 2,6 bilhões de reais gerados desde 2013 com estes incentivos, sendo um montante de 903 milhões de reais a serem tributados como IR e CSLL, caso sejam distribuídos como dividendos a seus acionistas, segundo relatório da auditoria contábil, o que explica a alta margem líquida contabilizada em seu balanço em comparação a seus pares. Atualmente o Grupo não tem planos de realizar tal distribuição.

De todo o modo o crescimento da empresa parece seguir um ritmo forte, atuando em região com mercado ainda pulverizado e longe das principais concorrentes, além da sua estratégia digital com forte crescimento, ajudado pela pandemia o que favorece a tese de expansão acelerada da companhia daqui em diante.

* Este conteúdo faz parte do nosso boletim diário: ‘E Eu Com Isso?’. Todos os dias, o time de analistas da Levante prepara as notícias e análises que impactam seus investimentos. Clique aqui para receber informações sobre o mercado financeiro em primeira mão.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - Câmara dos Deputados
E eu com isso

Rumo ao plenário

Na esteira do que antecipamos nesta quinta-feira (23), a comissão especial da Câmara dos Deputados aprovou a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 32/2020, que

Read More »
Levante Ideias - Bitcoin China
E eu com isso

BC chinês proíbe criptomoedas

A semana está terminando como começou, com notícias da China provocando turbulências no mercado financeiro. A diferença, desta vez, é que a volatilidade está ocorrendo

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.