embraer

Embraer (EMBR3) investigações sobre acidente e venda de jatos movimentam o dia

Embraer (EMBR3) investigações sobre acidente e venda de jatos movimentam o dia

A Embraer (EMBR3) teve um pregão complicado na quinta-feira (30). No início do dia tivemos informações que um incidente envolvendo o jato EMB-175 em novembro de 2019 nos Estados Unidos estava sendo investigado pelas autoridades americanas.

A notícia trouxe pressão para as ações da companhia, que chegaram a cair 2,15 por cento durante o pregão. No fim do dia, entretanto, ficou claro que os problemas não têm relação a tecnologia do jato especificamente, o que tirou pressão do papel.

Porém a responsável pela “recuperação” do papel no pregão foi a notícia da assinatura de contrato da empresa com a SkyWest para um pedido firme de 20 jatos E175. O valor total do pedido deve ficar em 927 milhões de dólares.

A Embraer passa por um momento de transição. A fusão com a americana Boeing ainda precisa ser aprovada pelo órgão regulador europeu para ser finalizada. E qualquer notícia que indique novos atrasos ou pedidos de mais documentos para serem analisados pelo órgão pode gerar pressão sobre o papel.

A complicada situação da Boeing com seus aviões MAX 737 é outro fator que deve continuar mantendo pressão sobre as ações da companhia no curto prazo.

Além de tudo isso, temos incertezas após a conclusão da fusão. À parte da aviação comercial, que será 80 por cento da Boeing e 20 por cento da Embraer, a manutenção de aviões comerciais, que é outra fonte de receita também irá para a parceria. Sobram então a aviação executiva e a aviação militar, que também terá receitas divididas com a Boeing, porém com a brasileira como controladora.

A aviação executiva é bastante competitiva, porém encontra um problema de escala, já que aviões para milionários tem mimos que impedem a massificação da produção.

Enquanto a aviação militar, tem o número reduzido de clientes, coisa que deve melhorar com a parceria com a Boeing, que deve aumentar o leque de clientes e facilitar o financiamento pesquisa e tecnologia via governo americano.

Enquanto não tivermos a confirmação por parte da diretoria de quais serão os planos para a “nova” Embraer a empresa continuará sendo afetada por notícias como as de ontem.

* Esse conteúdo faz parte do nosso boletim diário: ‘E Eu Com Isso?’. Todos os dias, o time de analistas da Levante prepara notícias e análises que impactam seus investimentos. Clique aqui para receber informações sobre o mercado financeiro em primeira mão.

Leia também: Embraer (EMBR3): Cade aprova negócio com a Boeing

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Recomendado para você

Logo Gestora Pátria
E eu com isso

Gestora Pátria avalia IPO

Uma das maiores gestoras de Private Equity brasileiro, o Pátria, avalia uma abertura de capital (IPO) na B3. A listagem seria um meio de saída

Read More »
E eu com isso

 O avanço das vacinas

Gradualmente, o que era uma esperança transforma-se em realidade, e a perspectiva de uma vacinação em massa contra do coronavírus passa a ficar mais próxima.

Read More »
E eu com isso

Leilão da CEB

Na sexta-feira (04) vai ocorrer o leilão para privatização da Companhia Energética de Brasília, também conhecida como CE. Nele será vendida a subsidiária CEB-D, responsável

Read More »
E eu com isso

Reeleição no Congresso

Conforme previsto, foi só as eleições municipais chegarem ao fim para que Brasília voltasse suas atenções para as eleições das Mesas Diretoras da Câmara e

Read More »
Fechar Menu

Fechar Painel