trump

E Eu Com Isso Semanal (de 5 a 9 de novembro)

Semana azeda nos mercados

A semana foi marcada por muita volatilidade em todo o mundo, com destaque principal para as eleições americanas e para o aumento do STF, que balançou os mercados no Brasil.

Por aqui, a ata do Copom foi divulgada na terça (6) pela manhã com comentário sobre a expectativa do Banco Central de que a inflação deve se elevar, atingindo um pico por volta do segundo trimestre de 2019 para depois recuar em direção à meta do próximo ano. Com isso, seguimos sem motivos para alterações na taxa Selic tão cedo (apenas em caso de pressões inflacionárias).

A quarta (7) foi positiva para os mercados internacionais depois que as eleições legislativas americanas terminaram: o partido Republicano (de Donald Trump) conquistou a vitória no Senado, mas não conseguiu obter controle total do Congresso. O resultado foi recebido positivamente pelo mercado, pois confere poder limitado a Donald Trump, em especial no que se refere às medidas fiscais mais amplas que pressionam a inflação e o consequente aumento dos juros. É o início de um novo mandato de Trump.

Na economia, foi divulgada também na quarta (7) a inflação de outubro (medida pelo IPCA), que mostrou um avanço de 0,45 por cento, valor inferior à nossa expectativa.

Outro fator que movimentou os mercados veio do país de Donald Trump. Os EUA vivem um momento de forte crescimento econômico e baixo desemprego. Tudo muito bom se não fosse o aumento da inflação gerado por essa economia mais forte. Por esse motivo, a notícia de que o Fed deve aumentar os juros por lá azedou os mercados no final da semana.

Na sexta-feira (9), outro fator que deixou o mercado em alerta foi o receio de uma desaceleração da China, fato que azedou os mercados asiáticos.

E Eu Com Isso?

Em uma semana marcada por muita volatilidade e expectativa por conta das eleições americanas, o mercado brasileiro não seguiu a tendência de crescimento que foi vista na segunda, quando o Ibovespa subiu 1,33.

Mais importante até mesmo que decisão de manter a taxa de juros nos EUA foi o comunicado do Fed que acompanha tal decisão, fato que não agradou os mercados. Além disso, o resultado das eleições legislativas por lá também contribuiu para a volatilidade global.

 

Para ler as demais notícias mais relevantes da semana, é só acessar o conteúdo que está no Blog da Levante no Infomoney.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Recomendado para você

E eu com isso

Resultados do segundo turno

Os resultados do segundo turno das eleições municipais vieram em linha com o esperado. Conforme previmos, Bruno Covas (PSDB) venceu em São Paulo, Eduardo Paes

Read More »
E eu com isso

O brilho de novembro

O mês de novembro está se encerrando como o melhor de 2020 até agora. Até a sexta-feira (27), o Ibovespa havia subido 17,7 por cento,

Read More »
Fechar Menu
Fechar Painel