Levante Ideias - Vacina

Compra de vacinas pelo setor privado?

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta terça-feira (6), o caráter de urgência e, em seguida, o texto-base do Projeto de Lei que permite a compra de vacinas pelo setor privado. Por 317 votos favoráveis e 120 contrários, o PL foi aprovado e os destaques apresentados devem ser apreciados ainda nesta quarta-feira (7) e seguir para o Senado Federal logo em seguida. A tendência, contudo, é que o tema – ainda que com o aval legal do Executivo e Legislativo – seja judicializado.

A oposição deve levar questionamentos legais ao Supremo Tribunal Federal sobre a inconstitucionalidade do projeto, que poderia ser interpretado como uma possibilidade de concorrência desleal com o Estado, já que a provisão de imunizantes, atualmente, é escassa.

Outro possível entrave para a compra privada de vacinas diz respeito à postura dos fabricantes, que têm se recusado a efetuar vendas para a iniciativa privada, negociando apenas com representantes do poder público. Por outro lado, interlocutores do setor privado que apoiam o PL afirmam que haveria um cuidado enorme para não furar a fila de grupos prioritários e respeitar as outras regras de distribuição de imunizantes, transmitindo, assim, a mensagem correta à população.

Segundo o texto da deputada Celina Leão (PP-DF), o setor privado não poderia comercializar vacinas, mas somente imunizar seus funcionários. Ainda, o projeto prevê que empresários doem a mesma quantidade de vacinas adquiridas para a imunização dos empregados para o Sistema Único de Saúde. Atualmente, a iniciativa privada já pode comprar vacinas, mas elas teriam de ser doadas integralmente ao SUS enquanto a vacinação de grupos prioritários estiver em curso.

E Eu Com Isso?

De fato, o Projeto de Lei aborda uma questão polêmica do ponto de vista jurídico e deve acabar no STF uma vez aprovado. No entanto, é também verdade que o texto toma os devidos cuidados para que não se crie competição entre o primeiro e o segundo setor e, apesar de ser prerrogativa do Estado fornecer imunizantes ao povo brasileiro, é sempre positiva a abertura de novas frentes de compra de vacinas.

De qualquer maneira, a aprovação, em definitivo, do texto na Câmara dos Deputados nesta quarta (7) pode trazer algum impacto positivo, mas secundário, para a Bolsa brasileira. Até por conta da tramitação no Senado e posterior (e muito provável) judicialização do tema, não esperamos muito otimismo com o PL.

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

Para ficar por dentro do universo dos investimentos de maneira prática, clique abaixo e inscreva-se gratuitamente!

e-eu-com-isso

Leia também: Vacina da Johnson & Johnson.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - Bolsa de Valores
Artigos

Ibovespa sobe, mas não empolga

Mercado Local → Ibovespa 122.516 pontos +0,59% O Ibovespa registrou alta puxada pela boa performance do setor financeiro, à espera de bons resultados trimestrais do

Read More »
Levante Ideias - Selic
E eu com isso

A Selic vai subir 1%

Na terça-feira (03) e na quarta-feira (04) haverá mais uma reunião do Copom (Comitê de Política Monetária). Desde a edição passada, em junho, estava mais

Read More »
Levante Ideias - Congresso Nacional
E eu com isso

Sempre o fiscal

A semana começa movimentada no cenário político, com a volta das atividades legislativas e investidores de olho no quadro fiscal de 2022, a ser definido

Read More »
Levante Ideias - Robinhood
E eu com isso

IPO da Robinhood

A Robinhood (HOOD), polêmica corretora americana voltada ao investidor pessoa física, estreou na NASDAQ na última sexta-feira (30), em uma sessão bastante volátil. Após chegar

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.