Federal Reserve em Dólar - Levante Investimentos

Ata do FOMC

A inflação nos EUA, a despeito de ter registrado variação aquém das expectativas, em especial nos núcleos, segue apresentando evolução pouco construtiva nas aberturas, com alimentos rodando consideravelmente acima das médias históricas.

A desorganização da cadeia logística de contêineres, aliada tanto a choques generalizados de oferta por razões climáticas quanto por baixos investimentos no setor no passado recente, tem contribuído para, no curto prazo, manter a inflação das cadeias de commodities mais pressionadas e para, no médio prazo, manter incertezas sobre a normalização das redes de fornecimento.

Os preços de commodities agrícolas – que têm no Brasil um relevante provedor – viram-se fortemente afetados no último mês em razão do comprometimento das lavouras por clima adverso.

Deste modo, cadeias mais curtas de processamento, notadamente de alimentos não duráveis e semi elaborados, têm visto seu custo aumentar de maneira mais drástica, de modo que o repasse ao consumidor tem se tornado imperativo.

A divulgação da Ata do FOMC no dia de hoje deve descortinar, ainda que de modo tímido, as discussões de bastidores no Comitê sobre o endereçamento das compras líquidas de ativos e sobre eventual alta de juros pelo início de 2023.

Em declarações públicas a mídias variadas, presidentes de diferentes Feds já têm se posicionado favoráveis à discussão relacionada à redução das compras, que hoje perfazem algo no entorno de US$ 120 bilhões por mês, sendo 80 bilhões em Treasuries de diferentes vencimentos e 40 bilhões em títulos hipotecários.

Em sincronia com a realização generalizada de ativos de renda variável no acumulado da semana, a curva americana tem exibido impressionante desinclinação no passado recente, o que possivelmente pode ser atribuído tanto a cenário de aversão ao risco e busca por segurança quanto ao reposicionamento de fundos, já que o duration da carteira carregada pelo Fed não tem dado mostras de alongamento.

A manutenção do duration por parte do Fed dá indícios de que não está havendo financial repression, ou seja, controle da curva.

No Reino Unido, a inflação ao consumidor de julho veio abaixo do aguardado pelo mercado (0,0% mês/mês, ante 0,3% mês/mês projetado).

Com o resultado, os preços em 12 meses desaceleraram de 2,5% ano/ano em junho para 2,0% ano/ano em julho. O núcleo passou de 2,3% ano/ano para 1,8% ano/ano, abaixo das expectativas de 2,2% ano/ano.

Vale, todavia, dizer que os preços no atacado, também divulgados nesta madrugada, continuam surpreendendo para cima.

O PPI avançou 0,6% mês/mês, passando de variação de 4,5% ano/ano para 4,9% ano/ano, a maior variação em 12 meses desde dezembro de 2011.

Ademais, a inflação para a Zona do Euro registrou resultado em linha com as estimativas (-0,1% mês/mês) para julho, passando de variação de 1,9% ano/ano para 2,2% ano/ano.  

O núcleo para o mês veio ligeiramente abaixo da estimativa (0,0% mês/mês versus 0,1 mês/mês) e passou de 0,9% ano/ano para 0,7 ano/ano.

E Eu Com Isso?

Os mercados iniciam a quarta-feira mistos, com os futuros brasileiro em alta e os futuros americanos próximos da estabilidade.

A sessão deve ser volátil com todas as atenções voltadas para a divulgação da Ata do FOMC.

As notícias são positivas para a Bolsa.

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

e-eu-com-isso

Leia também: Incertezas na economia americana.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - NFT
E eu com isso

Os NFTs são a arte do lucro

NFT parece ser a sigla de um título público. Algo como Notas Financeiras do Tesouro. Nada disso. NFT é a abreviatura de Non-Fungible Tokens, ou

Read More »
Levante Ideias - Dinheiro
E eu com isso

PEC dos precatórios

Nesta quinta-feira (16), a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara dos Deputados votou e aprovou, por 32 votos a 26, a PEC (Proposta

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.