Stephen Lam/Reuters

Apple, o mercado mordeu a maçã – 15/05

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Apple, o mercado mordeu a maçã

As ações da empresa californiana já caíram -6,9 por cento desde que o presidente americano Donald Trump mostrou os dentes na última semana. Ele declarou que, sim, vai aumentar de 10% para 25% as tarifas para a importação de produtos chineses. Dessa forma, os chineses contra-atacaram com o aumento de tarifas para cerca de 5000 produtos americanos, de vodca a smartphones. Os movimentos provocaram a ira dos deuses das bolsas de valores. 

Além dos efeitos da Guerra Comercial, outros fatores influenciam a companhia americana, como a queda da demanda mundial por smartphones nos últimos seis trimestres. A Apple atribuiu seu resultado frutífero no primeiro trimestre deste ano a prospectos positivos de vendas na China. A nova política tarifária atravessará como uma flecha o horizonte comercial da empresa no país vermelho.

E Eu Com Isso?

Assim como a maçã de Isaac Newton, a Apple também está sujeita a quedas e aos efeitos da gravidade nos mercados financeiros. Manter-se no topo é um desafio. Mesmo a empresa que fabrica os melhores telefones, tablets e computadores do mundo experimentará eventuais deslizes na tendência de alta de suas ações.

No entanto, nossa opinião é que a Apple é muito forte comercial e financeiramente. Assim, com pouca sombra de dúvida recuperará sua tendência de alta no longo prazo.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Recomendado para você

Resultados da CVC

A CVC (CVCB3) apresentou nesta quarta-feira (30), após o fechamento do mercado, os seus resultados do 1T20. Como era de se esperar, os resultados vieram

Petrobras: STF decidirá sobre refinarias

Nesta quarta-feira (30) recomeça o processo de julgamento e votação dos ministros do Supremo Tribunal Federal a respeito da legalidade do processo de venda da

Risco fiscal e aumento da dívida pública

Na coluna de hoje, vou falar sobre a deterioração das contas públicas do Governo Federal, o aumento do déficit público, a consequente alta nas taxas

Fechar Menu

Fechar Painel