Levante Ideias - Aliansce Sonae

Aliansce Sonae (ALSO3): Resultado do 4T20

A Aliansce Sonae (ALSO3) divulgou seus números referentes ao quarto trimestre de 2020 na noite de quarta-feira (11), após o fechamento do mercado. O resultado veio contido, abaixo das expectativas em termos de receita líquida, Ebitda e lucro líquido.

A receita líquida veio abaixo do esperado, com queda de 19,2 por cento na comparação anual, e totalizou 216,5 milhões de reais no 4T20. Na comparação trimestral, a variação foi de alta de 28,5 por cento. No acumulado anual, foi registrada uma contração de 17,7 por cento, com receita líquida total de 767,2 milhões de reais em 2020.

O NOI (Net Operating Income – Resultado Operacional Líquido) da companhia apresentou queda de 26,3 por cento na comparação contra o 4T19, totalizando 177,3 milhões de reais no período e implicando uma margem de 84,9 por cento, -6,8 pontos percentuais, ano contra ano.

Com relação às suas despesas, seus custos totais no trimestre foram impactados por uma maior provisão para devedores duvidosos (PDD), com valor de 14,3 milhões de reais no 4T20 – patamar inferior aos dois trimestres anteriores, no entanto. O reforço do nível de provisionamento teve como objetivo lidar com o risco iminente de inadimplência de aluguel e condomínio.

Com o impacto, seu EBITDA ajustado apresentou queda de 27,8 por cento na comparação anual, contabilizando 151,9 milhões de reais no trimestre. No acumulado do ano, o recuo foi de 24,6 por cento, com 522,9 milhões de reais em 2020. Sua margem EBITDA também sofreu contração de 8,3 pontos percentuais, registrando 70,2 por cento no 4T20. No ano, a queda foi de 6,3 por cento, com 68,2 por cento em 2020.

A Aliansce ainda apresentou queda de seu lucro líquido na comparação anual de 94,8 por cento, totalizando 5,4 milhões de reais no trimestre. No acumulado do ano, houve um avanço de 100,5 por cento da linha, encerrando 2020 com 169,1 milhões de reais.

A companhia também registrou queda de seu FFO ajustado na comparação anual, de 22,2 por cento, com 122,9 milhões de reais no 4T20, e de 46,9 por cento no acumulado do ano, com 241,3 milhões de reais em 2020.

Por fim, em relação ao seu nível de endividamento, a companhia manteve o seu nível de endividamento em patamar confortável, com índice de alavancagem (dívida líquida sobre EBITDA) de 1,2 vezes.

E Eu Com Isso?

Os resultados da companhia, apesar de sinalizar uma recuperação frente ao trimestre anterior, vieram abaixo das expectativas. Dessa forma, é esperado um impacto negativo no preço de suas ações (ALSO3) no curto prazo.

Em termos operacionais, no 4T20, a companhia apresentou números mais resilientes no quarto trimestre. A Aliansce conseguiu aumentar sua taxa de ocupação para 95,8 por cento ao final de 2020, número bastante expressivo para o cenário de pandemia do coronavírus.

O aluguel no conceito mesmas lojas (SSR) também apresentou uma queda mais contida no 4T20, de apenas 5,9 por cento no ano contra ano – uma vez que, no 3T20, a queda foi de 32,2 por cento.

As vendas mesmas lojas (SSS) também apresentaram menor recuo em comparação ao trimestre anterior, com contração no 4T20 de 11,6 por cento no ano contra ano. No 3T20, esse recuo foi de 25,1 por cento.

Os números operacionais da companhia são animadores e demonstram a resiliência de sua operação em relação ao período desafiador vivenciado em 2020 com a pandemia do coronavírus. Dessa forma, apesar de seus resultados terem frustrado um pouco as expectativas, seus indicadores apontam uma operação saudável para o longo prazo.

Apesar dos contratempos logísticos noticiados em relação a compra e transporte/armazenamento de vacinas, além das novas restrições e lockdowns impostos em diversas cidades do país, o avanço da vacinação é cada vez mais palpável. Aliado a uma operação resiliente, reforça nosso entendimento de um cenário mais positivo para a companhia para o horizonte futuro.

Acreditamos que os shopping centers devem continuar a sofrer no curto prazo com o fechamento (lockdown) da economia, mas os indicadores operacionais da Aliansce Sonae indicam a resiliência do portfólio, aliado ao baixo nível de endividamento líquido, deixam a companhia em posicionada para a recuperação quando a vacinação for mais efetiva no Brasil.

Este conteúdo faz parte da nossa Newsletter ‘E Eu Com Isso’.

Para ficar por dentro do universo dos investimentos de maneira prática, clique abaixo e inscreva-se gratuitamente!

e-eu-com-isso

Leia mais sobre a empresa: Aliansce Sonae (ALSO3) – Resultados do primeiro trimestre de 2020.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Levante Ideias - NFT
E eu com isso

Os NFTs são a arte do lucro

NFT parece ser a sigla de um título público. Algo como Notas Financeiras do Tesouro. Nada disso. NFT é a abreviatura de Non-Fungible Tokens, ou

Read More »
Levante Ideias - Dinheiro
E eu com isso

PEC dos precatórios

Nesta quinta-feira (16), a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara dos Deputados votou e aprovou, por 32 votos a 26, a PEC (Proposta

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.