Como funciona o pagamento de dividendos (na prática)

Na coluna de hoje vou explicar como funciona o pagamento de dividendos de uma empresa, com o caso prático da Direcional.

Pretendo explicar conceitos como distribuição de lucros e pagamento de dividendos, retorno em dividendos, data “ex-dividendos” e o motivo de a B3 ajustar o preço das ações após o pagamento dos dividendos/JCP.

 

Caso prático: dividendos da Direcional

Começo analisando o comunicado mais recente da empresa, que anunciou o pagamento de dividendos complementares em 5 de outubro de 2020.

A Direcional anunciou dividendos intermediários de 120,2 milhões de reais ou 0,81 real por ação em relação ao exercício de 2020.

As ações (DIRR3) passaram a ser negociadas “ex-dividendos” em 13 de outubro e o pagamento dos dividendos ocorreu em 21 de outubro de 2020.

 

O que quer dizer que “uma ação passou a ser negociada “ex-dividendos”?

A expressão “ex-dividendos” vem de exclusive dividendos, ou seja, quer dizer que a ação não considera mais os dividendos.

Na prática, todo acionista que possuía ações da Direcional (DIRR3) até 10 de outubro (data de corte) teve o direito de receber os dividendos em dinheiro na sua conta. A partir do dia 13 de outubro, qualquer acionista que comprasse a ação não teria mais o direito de receber os dividendos anunciados. Aqui estamos falando de uma data de corte que estabelece a data limite que o acionista tem direito a receber os dividendos.

 

DIRR3 ED

Sempre que aparece o código “ED” (ex-dividendos) ao lado do código de uma ação (ex: DIRR3 ED), quer dizer que os dividendos propostos já saíram do caixa da empresa e da sua reserva de lucros no seu patrimônio líquido.

Portanto, a B3 faz um ajuste no preço da ação, descontando o fator do dividendo por ação no preço da ação na B3. Quem comprar ação a partir daquele momento não terá mais o direito de receber os dividendos.

No caso da Direcional, a ação fechou cotada a 14,75 reais em 10 de outubro de 2020. Na abertura do dia 13 de outubro, as ações ficaram “ex-dividendos” e a B3 fez um ajuste no preço das ações (DIRR3).

Esse ajuste ocorre porque os dividendos saíram do caixa e do patrimônio da empresa e foram creditados para os acionistas, que irão receber os dividendos em dinheiro no futuro próximo.

Por essa razão, o preço da ação da Direcional foi ajustado: passando de 14,75 reais histórico para 13,90 reais por ação na abertura, um fator de ajuste de 94,5 por cento (1 menos o retorno em dividendos de 5,5 por cento). A B3 faz o ajuste dos dividendos pagos na série inteira histórica com os preços das ações.

 

Retorno em dividendos

Na data do anúncio do pagamento de dividendos eu usei o último preço de fechamento (14,35 reais) de 5 de outubro para calcular o retorno em dividendos.

Para calcular o retorno em dividendos basta fazer uma conta simples de divisão: dividendo por ação / preço por ação. O resultado foi de 0,81/14,35 = 5,64 por cento.

Abaixo eu calculo o retorno em dividendos utilizando o último preço de fechamento antes do ajuste “ex-dividendos” da B3, ou seja, com o preço de fechamento de 10 de outubro que foi de 14,75 reais.

Resolvendo a equação novamente eu chego no resultado 0,81/14,75=5,5 por cento de retorno em dividendos.

 

Isenção de IR no pagamento de dividendos

Geralmente quando uma empresa anuncia o pagamento de dividendos, que são isentos de imposto de renda para o investidor pessoa física, ocorre uma valorização da ação um pouco inferior ao retorno em dividendos, pois os investidores compram a ação para poder receber os dividendos.

 

Impacto no preço das ações

Logo após o anúncio do pagamento de dividendos, as ações da Direcional (DIRR3) acumularam alta nos três pregões seguintes (6, 7 e 8 de outubro) de 1,81 por cento, 0,14 por cento e 2,94 por cento, respectivamente, com alta acumulada de 4,94 por cento no período.

Observo que a alta acumulada no preço das ações ficou um pouco abaixo do que o retorno esperado em dividendos de 5,5 por cento. Quem comprou as ações apenas para receber os dividendos e vendeu as ações logo depois de as ações ficaram “ex-dividendos”, obteve somente o retorno de dividendos, pois a B3 ajustou o preço das ações da Direcional.

 

Mercado eficiente

Para ilustrar: o investidor comprou as ações em 5 de outubro por 14,35 reais por ação (após o anúncio dos dividendos) e vendeu no dia 13 de outubro, portanto depois de ações estarem negociadas “ex-dividendos”, com preço ajustado de 13,50 reais por ação. O investidor recebeu os 0,81 real por ação em dividendos. Veja que, nesse caso, o retorno ficou perto de zero (perda de 0,04 real por ação).

A premissa aqui é que o mercado é eficiente e que corretamente já precificou o retorno em dividendos nos preços das ações da Direcional, por essa razão as ações tiveram uma alta antes se tornarem “ex-dividendos”.

 

Retorno histórico de dividendos

A Direcional distribui  130 milhões de reais em dividendos e juros sobre capital próprio (JCP) em 2019 ( 90 milhões de reais em 2018).

O retorno em dividendos foi de 9,0 por cento em 2018, 3,8 por cento em 2019 e de 9,3 por cento nos últimos 12 meses.

 

Conclusão

A conclusão é que a estratégia de dividendos funciona quando o investidor fica com as ações por um prazo mais longo e se beneficia tanto da alta do preço das ações quanto do retorno em dividendo.

Eu não recomendo que o investidor fique operando somente o pagamento de dividendos. Acabei de mostrar na prática que o resultado não vale a pena. Se você está sempre investindo e comprando ações de empresas pagadoras de dividendos, irá se beneficiar do alto rendimento em dividendos ao longo do tempo.

Observo que é muito importante reaplicar os dividendos e juros sobre capital próprio (JCP) recebidos para criar uma renda passiva no futuro.

Quer seguir uma carteira balanceada de ações boas pagadoras de dividendos?

Se sim, eu te convido a conhecer a minha série de investimentos Dividendos, na Levante.

Lá, eu acompanho ações de 8 empresas, monitorando os prós e contras de cada uma delas.

Se qualquer uma delas apresentar problema ou ficar cara demais, eu te aviso e oriento a vender o papel quando deixar de valer a pena.

Gostou da ideia? Neste fim de semana, há um incentivo a mais para você se tornar assinante.

Isso porque está no ar o Blackout Levante.

Todas as estratégias de investimento estão com 40 por cento de desconto.

A série Dividendos, por exemplo, cai de 12x de 21,90 reais por 12x de 13,14 reais.

Ou seja… Pelo preço de três latinhas de Coca-Cola por mês, você terá acesso à minha lista atualizada das melhores ações pagadoras de dividendos da Bolsa brasileira.

Bons investimentos.

Forte abraço,
Eduardo Guimarães

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Recomendado para você

Logo Gestora Pátria
E eu com isso

Gestora Pátria avalia IPO

Uma das maiores gestoras de Private Equity brasileiro, o Pátria, avalia uma abertura de capital (IPO) na B3. A listagem seria um meio de saída

Read More »
E eu com isso

 O avanço das vacinas

Gradualmente, o que era uma esperança transforma-se em realidade, e a perspectiva de uma vacinação em massa contra do coronavírus passa a ficar mais próxima.

Read More »
E eu com isso

Leilão da CEB

Na sexta-feira (04) vai ocorrer o leilão para privatização da Companhia Energética de Brasília, também conhecida como CE. Nele será vendida a subsidiária CEB-D, responsável

Read More »
E eu com isso

Reeleição no Congresso

Conforme previsto, foi só as eleições municipais chegarem ao fim para que Brasília voltasse suas atenções para as eleições das Mesas Diretoras da Câmara e

Read More »

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.

Fechar Menu

Fechar Painel