Levante Ideias - Domingo de Valor

A promoção na Bolsa de valores pode acabar antes do esperado | Domingo de Valor

Você deve ter lido esse título e imaginado: “Lá vem mais um otimista que não lê jornal.”

Desculpa avisar, mas vou frustrar a sua primeira impressão nesta edição do Domingo de Valor.

Faço isso pois acredito, de fato, no que estou falando e julgo importante você saber do que estou falando.

Ah, e você pode ter se enganado, pelo menos na parte da leitura do jornal. Faço isso todos os dias.

Hoje, vou compartilhar com você de forma resumida uma das técnicas que uso para calcular e recomendar a compra ou não de ações.

Afirmo termos promoção na Bolsa de valores brasileira seguindo esse método.

O assunto desconto sempre chama atenção. Quem não gosta de comprar por menos algo que vale mais?

Bom, particularmente, eu aproveito esse tipo de oportunidade em alguns hobbys que tenho. Minha esposa encontra quase semanalmente esse tipo de oportunidade em roupas, e imagino que você também busque por descontos ou conheça alguém que faça isso.

Brincadeiras à parte, na renda variável a lógica é a mesma. Desconto é um substantivo masculino e refere-se ao ato de descontar, de deduzir, de diminuir o valor de algo.

Contudo não necessariamente essa diminuição de preço reflete o valor correto de uma ação, mas sim apenas alguma estimativa de um indivíduo ou de um grupo (mercado).

Uma decisão que muitas vezes pode ser arbitrária, e não necessariamente segue uma regra.

Nesse caso, então, por que afirmo que temos descontos na Bolsa?

O mercado é irracional o tempo inteiro. Você sabe disso, e existem diversas formas de atribuir o valor a algo. O preço de uma pipoca no cinema é muito maior do que o preço cobrado pelo pipoqueiro da esquina.

De forma simplista e objetiva, acredito que concorde, o ambiente nesse caso fez variar o preço do bem. O custo do milho provavelmente foi o mesmo.

Ora, se o ambiente é um fator que afeta preço, as ações ficam mais baratas em um ambiente pior.

Exigimos pagar menos em um mercado que tem muita incerteza, guerra, inflação, política etc.

Agora, para atribuir valor justo a uma ação, temos de considerar esses fatores. E, de fato, isso é bem diferente do preço.

Preço é o que você paga (5 reais na pipoca), valor é o que você leva (a melhor pipoca, que lhe proporciona apreciar muito mais o filme com a família no cinema).

Uma das formas que vou trazer aqui para se calcular o valor justo da ação é o Modelo de Fluxo de Caixa Descontado.

Ele é muito utilizado pelos Analistas e consiste em projetar um fluxo de caixa futuro da empresa, trazido a valor presente por meio de uma taxa de desconto.

Parece difícil, mas não é.

Vamos a um exemplo prático: suponha que a empresa ABCD é listada em Bolsa com o código ABCD3 e esta ação está com preço de tela de 10 reais, possuindo 15 ações em circulação. O preço desta firma é 150 reais (segundo o mercado).

Porém, você sabe que, nos próximos três anos, os fluxos de caixa dessa empresa serão 100,00 reais, 200 reais e 300 reais. A taxa de desconto para trazer isso ao valor de hoje pode ser a nossa Selic 12,75%.

Sendo assim a matemática é: 100/1,1275^1 + 100/1,1275^2 + 100/1,1275^3 = 237,12 reais hoje.

Segundo o modelo de fluxo de caixa simplificado, essa empresa vale 237,12 reais. E para achar o valor justo da ação basta dividir por 15 (quantidade de ações em circulação).

Chegamos, portanto, a 15,80 reais.

Pronto. A ação está barata. É hora de comprar e buscar essa valorização.

É evidente que não é tão simples assim, mas achei importante trazer esse conceito de forma objetiva e simplificada. É parte do meu trabalho.

Esse não é a única forma que utilizo para avaliar o preço de uma ação. Inclusive, no próximo domingo, vou trazer exemplos reais da nossa Bolsa, com um cálculo de desconto segundo um outro método que pode ser utilizado em conjunto com esse, trazendo maiores chances de acerto. 

Busco fazer isso desde 2008 em todas as carteiras e Fundos que geri ou dos quais fiz parte do time de Análise.

Para além de se debruçar sobre um fator ou outro, torcendo para as coisas darem certo, é essencial ter uma visão ampla das coisas. Tanto do lado macroeconômico quanto do micro.

Por isso, por fim, tenho um convite especial para lhe fazer.

Na semana que vem, nos dias 24, 25 e 26, eu vou realizar um evento extraordinário.

Trata-se da Imersão de Curto Prazo na Bolsa: O Segredo das Opções Lucrativas.

Nesse evento, vou destrinchar a minha estratégia de Opções para você, e revelar o segredo por trás dos ganhos extraordinários que proporcionei com ela neste ano.

Para mim, as Opções são os ativos com maior potencial de geração de lucro daqui em diante, em 2022.

A volatilidade dominará – assim como já vem fazendo – o mercado e as ações.

Quem souber usar o mercado de Opções, poderá colher bons frutos.

Esse evento é de graça, e você pode participar dele clicando aqui!

Te espero desse lado.

Abraços e boa semana,

Enrico Cozzolino

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe!

Recomendado para você

Ajudamos você a investir melhor, de forma simples​

Inscreva-se para receber as principais notícias do mercado financeiro pela manhã.